segunda-feira, 26 de maio de 2008

5º. ENCONTRO DE ESCRITORES E ARTISTAS INDÍGENAS

INBRAPI/Instituto Indígena Brasileiro para a Propriedade Intelectual
NEARIN/Núcleo de Escritores e Artistas Indígenas
Rede GRUMIN de Mulheres Indígenas

INBRAPI, NEARIN. GRUMIN, Instituto C&A,Fundação Ford, FNLIJ

5º. ENCONTRO DE ESCRITORES E ARTISTAS INDÍGENAS
Promoção: Instituto Indígena Brasileiro para Propriedade Intelectual – INBRAPI

Realização: Núcleo de Escritores e Artistas Indígenas do Inbrapi – NEArIn

Apoio: Instituto C&A, Fundação Ford, Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil – FNLIJ

Parceiro: Rede GRUMIN de Mulheres Indígenas.



Data: 25 de maio a 01 de junho de 2008.

Local: Museu de Arte Moderna – MAM e Centro de Acolhida Assunção/Rio de Janeiro/RJ.



Justificativa



Os Povos Indígenas estão vivendo momentos de transformações, mudanças que são trazidas por um contato cada vez mais próximo e intenso. Tais mudanças têm ocasionado uma nova postura com relação à sociedade nacional trazendo uma nova luz à dinâmica da cultura que estes povos desenvolveram ao longo de toda sua história. São mudanças espetaculares do ponto de vista da adaptação necessária aos novos tempos.

Tais adaptações já se fazem sentir no seio dos povos indígenas seja através da participação política nas diversas instâncias de negociações e luta pelos direitos históricos, seja através da participação em eventos culturais onde possam expor a riqueza de suas danças, músicas, línguas, enfim, do seu universo mítico e espiritual.

Tem sido este esforço em compreender a riqueza da sociedade nacional que tem feito os povos indígenas resistir ainda mais como grupos e fortalecerem suas identidades étnicas e buscarem novos caminhos de sobrevivência dentro e com a sociedade brasileira.

Tal esforço tem sido observado pelos brasileiros principalmente no que diz respeito à produção literária de autoria indígena. Há um crescente interesse nessa literatura, sobretudo por parte das escolas brasileiras que têm percebido quão especiais é o olhar indígena sobre sua realidade e sobre a realidade que o cerca, no caso, o Brasil.

É justamente pela necessidade de fazer esta aproximação com a sociedade nacional mostrando a riqueza da cultura através das letras e do desenho indígenas que estamos propondo a realização deste III Encontro Nacional de Escritores e Ilustradores Indígenas a ser organizado pelo Núcleo de Escritores e Ilustradores Indígenas – NEII.

Nosso propósito é divulgar ao público brasileiro a 2ª. Década Internacional dos Povos Indígenas (2005-2015) proclamada pela Organização das Nações Unidas (ONU) como uma forma de esclarecer e informá-la sobre a existência da grande diversidade cultural e lingüística em nossa terra.

É também nosso objetivo dar visibilidade à literatura de autoria indígena aos educadores das redes públicas e particulares do Estado do Rio de Janeiro.

No entanto, nosso objetivo maior é preparar profissionais indígenas para o exercício de uma função social especialmente importante na conscientização de crianças e jovens brasileiros.

Pretendemos fazer isso participando do X Seminário sobre Literatura Infantil e Juvenil organizado pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil – FNLIJ e da organização de Oficinas de Texto e Leitura direcionada para os indígenas participantes do referido encontro.

Temos a esperança de, assim, podermos oferecer à sociedade brasileira e aos povos indígenas um (re) encontro necessário para a partilha de idéias e sentimentos.

Daniel Munduruku

Atividades irão de 25 de junho a até 1º de junho de 2008, no MAM/Museu de Arte Moderna/Rio.Entre algumas atividades destacam-se:
Lançamento do livro de Daniel Munduruku A PALAVRA DO GRANDE CHEFE, da editora Global, será no dia 24 de maio, às 16 hs.
O livro é uma releitura do famoso discurso do chefe seatle com uma ilustração primorosa do Mauricio Negro.
Atendimento ao público do Salão do livro e gravação de depoimentos para o projeto poranduba
Abertura do seminário FNLIJ com a presença de todos os indígenas
Seminário FNLIJ e atendimento ao público do salão do livro e gravação de depoimentos para o projeto poranduba.

terça-feira, 20 de maio de 2008

Debate reflete sobre a disputa municipal paulistana de 2008

No próximo dia 27 de maio, terça-feira, a Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) promove o debate: "Quem ganha e quem perde: o que está em jogo na Eleição Municipal de São Paulo?". A atividade está sendo organizada pela coordenação do curso de pós-graduação em Gestão de Pesquisa de Mercado, Opinião e Mídia da FESPSP.


O objetivo do debate é apresentar ao público um pouco do conhecimento depreendido a partir dos estudos desenvolvidos pelos pesquisadores no campo eleitoral, e demonstrar como estes índices são aplicados a fim de fazer uma análise crítica dos candidatos e de medir seu desempenho durante as campanhas.


A discussão irá contemplar a polarização característica das eleições municipais de São Paulo, concentrada em três blocos: esquerda, direita e centro, atualmente representados por PT, DEM e PSDB respectivamente; três partidos que estão na disputa pelo Palácio do Anhangabaú.


A atividade abordará ainda alguns tópicos importantes para a compreensão da conjuntura política no âmbito das eleições municipais de 2008, entre eles: "A história recente das eleições municipais paulistanas: 1985 a 2004", "PSDB e DEM: força e limites de uma coligação", "O PT de Marta Suplicy: uma relação emocional com o eleitor" e "Cenários para 2008", cada um destes, apresentado por pesquisador especializado no assunto.


A mesa de debates será composta Hilton Fernandes, Mestre em Ciência Política e pesquisador do SERASA; Humberto Dantas, Doutor em Ciência Política e professor universitário; Jairo Pimentel, Mestre em Ciências Políticas e pesquisador; e Orjan Olsen, Ph.D. em Comunicação Social e pesquisador da Analítica Consultoria.


A mediação do debate ficará a cargo do cientista política José Paulo Martins Jr., Doutor em Ciência Política e coordenador do curso de pós em Gestão de Pesquisa de Mercado, Opinião e Mídia da FESPSP.


"A eleição é um momento muito importante para a democracia de uma nação, portanto, nós que pesquisamos o comportamento eleitoral dos candidatos e do próprio eleitorado, achamos importante divulgar e compartilhar este conhecimento. A população ainda não atingiu um nível de participação satisfatório neste processo, ficando muitas vezes, passivo diante de uma decisão desta magnitude", declara José Paulo.


E ele continua: "Ao promovermos este debate, nossa intenção é de provocar o eleitor para que ele participe das discussões, perceba que é uma peça chave neste processo e, mais do que isso, compreenda que é responsável por acompanhar os resultados e cobrar do seu representante que ele cumpra com seu dever", diz o professor.


A atividade será gratuita e aberta ao público em geral. Para mais informações ou para efetuar inscrições os interessados deverão entrar em contato através do número (11) 3123-7810.



O debate acontece às 19h00, na unidade da FESPSP localizada à Rua Dr. Cesário Mota Jr. - 262 - Sala 33, na Vila Buarque, próximo às estações República e Santa Cecília do Metrô.



Confira abaixo a programação completa.


Debate
"Quem ganha e quem perde: o que está em jogo na eleição municipal de São Paulo?"

Debatedores e temas:

História recente das eleições municipais paulistanas: de 1985 a 2004

Hilton Fernandes: Mestre em Ciência Política e pesquisador do SERASA


PSDB e DEM: força e limites de uma coligação

Humberto Dantas: Doutor em Ciência Política e professor do Centro Universitário São Camilo


O PT de Marta Suplicy: uma relação emocional com o eleitor

Jairo Pimentel: Mestre em Ciência Política e pesquisador


Cenários para 2008

Örjan Olsen: Ph.D. em Comunicação Social e pesquisador da Analítica Consultoria


Data: 27/05/2008 (terça-feira)

Horário: 19h00

Local: FESPSP - Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo - Rua Dr. Cesário Mota Júnior, 262 - Sala 33 - Vila Buarque

Próximo ao Metrô República ou Santa Cecília

Congresso Internacional de Educação a Distância

Congresso Internacional de Educação a Distância do Senac Rio
Desafios e tendências para o Meio Corporativo e Acadêmico,
entre os dias 28 e 30 de maio


A Educação a Distância (EAD) é uma realidade nas empresas preocupadas em qualificar os seus funcionários e também nas universidades e principais instituições de ensino do País. A Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed) calcula, que em 2007, mais 2 milhões de brasileiros utilizaram a educação a distância. Para revelar o que esperam e precisam as organizações e, o que o mundo acadêmico tem a oferecer, o Senac Rio vai promover o I Congresso Internacional de Educação a Distância - Desafios e Tendências para o Meio Corporativo e Acadêmico, entre os dias 28 e 30 de maio.

O evento, em parceria com o CREAD – Consórcio Interamericano de Educação a Distância - apresentará novas tendências em contextos de aprendizagem, gestão de sistemas de ensino e ferramentas que tornam o ensino EAD no País dinâmico e eficaz.

Durante o congresso haverá palestras e debates com alguns dos mais expressivos nomes da EAD do Brasil e do mundo, minicursos com temas atuais, videoconferência e apresentação de trabalhos nas áreas acadêmica e corporativa. (leia programação abaixo)

A atuação do Senac Rio na educação EAD

O Centro de Tecnologia e Gestão Educacional do Senac Rio, que coordena os cursos EAD no Rio de Janeiro, também tem se destacado por sua atuação junto a empresas privadas. Em 2003 o Senac Rio contava com dois clientes corporativos, hoje este número chega a 60, com 32.710 profissionais qualificados no ano de 2007.

A educação a distância no Brasil

Estudantes de ensino a distância vem se destacando em comparação aos demais. Levantamento do Instituto Nacional de Estudos e pesquisas Educacionais (Inep) aponta que de 13 áreas de conhecimento, estudantes com formação a distância tiveram desempenho superior aos demais em nove delas.

De 2003 a 2006 houve aumento de 571% na oferta de cursos EAD, de acordo com dados do último Censo da Educação Superior do Ministério da Educação realizado em 2006.

Data: 28, 29 e 30 de maio
Local: Teatro do Centro Administrativo Sesc / Senac Nacional - Avenida Ayrton Senna, 5.555 - Barra da Tijuca Rio de Janeiro - RJ

Informações: 0800 285 0505/ (21) 3138-1391 congressoead@rj.senac.br

PROGRAMAÇÃO

DIA 28

8h30 às 12h30
Minicurso 1: Desenho Instrucional com Diana Abreu
Minicurso 2: EAD no Ensino Superior com Lana Silva

14h às 18h
Minicurso 3: Tecnologias na Educação Fundamental com Márcia Aguiar Minicurso 4: EAD e a Educação Corporativa com Klalter Fontana e Maria Alice Mendes

18h30 às 21h
José Manuel Moran (USP) - Palestra Magistral.
Hélio Chaves Filho (SEAD/MEC), Carlos Miguel Aranguren (Senac Rio), Armando Villarroel (CREAD), Léa Viveiros de Castro (Senac DN), Adriana Schneider (Senac Rio).


DIA 29

9h às 10h30
Palestra: Desafios para o Meio Corporativo
Sérgio Eleutério de Souza e Edinelson Miguel (Gerentes de Treinamento McDonald’s Brasil)
Mariana Pilotto (Oi)

11h às 12h30
Mesa 1: Políticas na EAD: o novo aluno e o mercado - Celso Niskier (UniCarioca), Regina Mamede (Chevron-Texaco), Gilberto Alves (Senac Rio)
Marlene Bois - Mediadora

14h30 às 15h30
Vídeo conferência: Manoel Moreno - Vice Presidente CREAD (México)

15h30 às 16h30
Apresentação de trabalhos

17h às 18h30
Mesa 2: EAD - suportes viáveis e novos impactos - Marco Silva (UERJ)
Luiz Valter Gomes (UFF/CREAD), Eduardo Meirelles (Senac Rio)

DIA 30

9h às 10h
Apresentação de trabalhos


10h30 às 12h
Palestra: Desafios para o Meio Acadêmico - Profa. Dra. Eloíza Oliveira (UERJ/CEDERJ). Prof. Paulo Speller (UFMT). Céri Amaral - Mediadora

14h às 15h30
Mesa 3: Educação no século XXI: mudanças e desafios dos meios acadêmico e corporativo. Vilma Guimarães (Fundação Roberto Marinho), Tito Ryff (Univercidade/InvesteRio), Prof. Marcos Formiga (ABED). Thereza Paranhos - Mediadora

16h às 17h30
Palestra: Tendências Internacionais na EAD - Jaime Henrique Vargas - Especialista Senior - Divisão de Educação - Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID - USA). Adriana Schneider - Mediadora

17h30 às 18h Encerramento
Adriana Schneider (Senac Rio)

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Miguel Sousa Tavares no Roda Viva

O escritor e jornalista português será entrevistado na príxima terça-feira (20 de maio) no programa Roda Viva, da tv Cultura, às 22h30.
Ele começou sua carreira profissional como advogado; mas abandonou a profissão para exercer o Jornalismo; passando, posteriormente, à literatura.

Nair Lúcia de Britto
Poeta e Jornalista
www.partes.com.br

terça-feira, 13 de maio de 2008

Universidade Cidade de São Paulo alerta comunidade sobre os problemas ambientais

De 13 a 31 de maio, a Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) terá uma programação especial focada no meio ambiente. A iniciativa, que é aberta ao público em geral, visa despertar a reflexão sobre todas as ações que podem contribuir para conter o acelerado processo de degradação ambiental que o planeta vem sofrendo. Os temas Meio ambiente e Sustentabilidade abrem a programação do evento no dia 13, às 9h. O ciclo de palestra reunirá especialistas que discutirão práticas sustentáveis adotadas pelas empresas levando em conta os aspectos econômicos, ambientais e sociais.



De acordo com a organizadora e diretora do curso de Administração da Unicid, Denise Maria Martins, o conceito de sustentabilidade ganhou visibilidade na sociedade e nas empresas, mas a discussão em torno do tema ainda permanece. “As empresas precisam de mudanças efetivas na forma como são administradas, incorporando metas relacionadas ao desenvolvimento sustentável e demandas específicas da sociedade”, afirma. Segundo a educadora, questões como essas serão abordadas no ciclo de palestra por profissionais, como o economista e professor Denis Donaire, a sócia do Instituto para o Desenvolvimento Sustentável (IDS) e professora da Universidade de São Paulo (USP), Liège Mariel Petroni e pelo especialista em Gestão Ambiental, Nelson Toscano.



Outro destaque da programação do curso de Administração é o espetáculo teatral “Contação de Histórias”, que será aberto ao público, no dia 27 de maio, das 19h30 às 20h30. O monólogo da atriz, cantora e arte-educadora Jú Colombo abordará valores éticos, morais e culturais que norteiam o desenvolvimento humano e o relacionamento com a natureza. Com adereços cênicos, a artista pretende envolver a platéia ao universo do personagem, vivenciando seus conflitos e dando-lhes a possibilidade de repensar condutas, ações e julgamentos.



A programação de Meio Ambiente da Universidade contará ainda com o VI Simpósio de Ciências Ambientais, que acontece entre os dias 27, 28 e 29, das 19h30 às 23h, no auditório da Unicid. Durante o evento, o saguão da Universidade, localizado no bloco Alfa, será transformado em uma floresta. Em uma instalação de 20 metros de comprimento, a “Trilha da Vida” vai simular uma selva com vegetação densa, terra, lama, cascas de árvores e água, que termina em um terreno repleto de lixo e com mau cheiro. O objetivo é sensibilizar os visitantes, que poderão percorrê-la descalços e com os olhos vedados, por meio do tato o participante poderá sentir os efeitos da devastação na natureza, bem como o desequilíbrio ambiental.



Entre os temas que serão debatidos, durante o simpósio, destaque para palestra do especialista em Gestão e Tecnologias Ambientais pela Universidade de São Paulo, Demetrius Henrique Cardoso que falará, no dia 27, às 21h20, sobre mudanças climáticas, os impactos das alterações de temperatura na terra e os efeitos do aquecimento global. Já no dia seguinte, às 21h20, o engenheiro civil Lineu Andrade de Almeida, da Sabesp, abordará as últimas tecnologias em saneamento, o papel da gestão e educação ambiental no mercado.

O VI Simpósio de Ciências Ambientais é uma iniciativa dos professores e alunos do curso de Gestão Ambiental da Universidade. Segundo a coordenadora do curso, professora Débora Regina Machado Silva, além discutir temas atuais, o seminário também visa aumentar a integração dos alunos com o mundo do trabalho. “O seminário vai agregar novos conhecimentos para a prática profissional na área ambiental. O mercado cresce em ritmo acelerado devido a necessidade das empresas de serem identificadas pela sua responsabilidade socioambiental. Com isso a procura por profissionais especializados aumenta”, afirma.



SERVIÇO

Programação de Meio Ambiente

Local: Auditório da Universidade Cidade de São Paulo – Rua Cesário Galeno, 475 – Tatuapé (próximo a estação Carrão do Metrô)

Quando: 13 a 31 de maio

Inscrições: no local

Informações: no site www.cidadesp.edu.br



Eventos



CICLO DE DEBATES SOBRE SUSTENTABILIDADE E MEIO AMBIENTE



Quando: 13/05/08 –

Painéis:

9h00 às 9h20 -

Gestão Ambiental - palestrante Prof. Dr. Denis Donaire ––

9h20 às 9h40

Tema: Estratégia Sócioambiental - palestrante Profª. Liége Mariel Petroni –

9h40 às 10h

Tema: Economia com Sustentabilidade – palestrante Profº. Nelson Toscano –

10 às 11h

Debates, conclusões e propostas –



27/05/08 – Peça de Teatro: “Contação de Histórias” – Ju Colombo –

Horário: 19h30 às 20h30



VI SIMPÓSIO DE CIÊNCIAS AMBIENTAIS

Quando: 27, 28 e 29 de maio

Programação



27/05/08 – Palestra: “O mercado, o gestor ambiental e análises ambientais”

Palestrante: Izayr Galan Batista

Horário: 20h30 às 21h10



27/05/08 – Palestra: “Mudanças climáticas”

Palestrante: Demetrius Henrique Cardoso de Almeida

Horário: 21:20 às 22:30h



28/05/08 – Palestra: “O papel do gestor nos negócios em meio ambiente”

Palestrante: Antonio Carlos Marques Solér

Horário: 19h30 às 20h30



28/05/08 – Palestra: “Saneamento e Meio Ambiente : Gestão, Tecnologias e Ensino”

Palestrante : Lineu Andrade de Almeida

Horário: 21h20 às 22h30



29/05/08 – Palestra: “Classificação, tratamento e/ou destinação adequada para resíduos perigosos e não-perigosos”

Palestrante: Luzia Alegre Ruas Galdeano

Horário: 19h30 às 21h00



29/05/08 – Palestra: “Os desafios e a carreira do Gestor ambiental no governo”

Palestrante: Luís Fernando Chaves da Silva

Horário: 21h20 às 22h00



29/05/08 – Palestra: “Experiências e Desafios de um Gestor Ambiental”

Palestrante: Juliana Pinheiro dos Santos

Horário: 22h00 às 22h30

quarta-feira, 7 de maio de 2008

Sábados lacanianos

Você quer passar um sábado com Lacan? O Instituto da Psicanálise Lacaniana (PPLA)dá continuidade à série de cursos breves sobre o método do psicanalista francês. O projeto “Sábados no IPLA”, começou em abril e irá se estender até novembro deste ano.

Filósofo e psicanalista, o francês Jacques Lacan (1901-1981), formado em medicina, migrou da neurologia para a psicanálise. Influenciou e foi influenciado por correntes filosóficas importantes dos anos 60 e 70, como o estruturalismo e o surrealismo. Considerado um dos maiores e mais fiéis intérpretes da psicanálise freudiana, até hoje Lacan é razão de debates apaixonados. Lacan acreditava numa formação democrática do psicanalista, mas também um tanto inusitada, na qual qualquer pessoa poderia se tornar um analista, mas com base em um estudo árduo e sem muitos padrões. Mas é essa forma livre de ver a formação do profissional que permite a todos os interessados no assunto a autoridade para mergulhar nesse conhecimento.

O próximo encontro mensal acontece no dia 17 de maio e é aberto a pessoas de qualquer área de formação. Trata-se do curso “A Primeira Clínica de Jacques Lacan”, que fala do início de seu ensino e mostra o retorno a Freud e às estruturas freudianas.


Temas como neurose, psicose e perversão serão enfocados por profissionais como Jorge Forbes, psicanalista e presidente do IPLA, Ariel Bogochvol, psiquiatra do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, Leny Mrech, livre-docente pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo e Claudia Riolfi, psicanalista e professora-doutora da Universidade de São Paulo, entre outros especialistas renomados.


Programação

Aula 1 – As duas clínicas de J. Lacan - Jorge Forbes

Aula 2 – Uma clínica estrutural - Alain Mouzat

Aula 3 – Uma clínica edípica – Maria Helena B.Bogochvol
Aula 4 – Uma clínica do sujeito e do desejo - Leny Magalhães Mrech

Aula 5 – Neurose, psicose e perversão – Ariel Bogochvol
Aula 6 – Sintomas e fantasia – Ariel Bogochvol
Aula 7 – A transferência e o sujeito suposto saber – Claudia Riolfi
Aula 8 – A direção do tratamento – Jorge Forbes



Serviço:

Data: 17/05/2008

Horário: das 9h às 19h

Instituto da Psicanálise Lacaniana (IPLA)

Rua Augusta, 2366 casa 02

Cerqueira César – São Paulo - SP

Tel: (11) 3081-6346

Valor: R$70,00*

terça-feira, 6 de maio de 2008

Bienal do Livro de Minas traz 80 autores a BH


Marcado para os dias 15 a 25 de maio, evento terá nomes como Rubem Alves, Moacyr Scliar e Ziraldo


Onze dias de evento, mais de 80 autores presentes, 33 sessões literárias - divididas entre o Café Literário e a Arena Jovem -, 130 expositores, além de uma série de homenagens, lançamentos de livros, exposições e atrações infantis. Este é o universo que vai tomar conta de Belo Horizonte entre os dias 15 e 25 de maio, durante a Bienal do Livro de Minas, que acontece no Expominas.



O evento, que chega à capital mineira com o objetivo de incentivar o hábito da leitura, a formação de novos leitores e a divulgação da produção literária contemporânea, contará com a presença de autores como Rubem Alves, Moacyr Scliar, Ruy Castro, Zuenir Ventura, Sérgio Sant’Anna, Sebastião Nunes, João Adolfo Hansen, Nelson Motta, Maria Esther Maciel e Affonso Romano Sant’Anna.



Esses escritores, entre outros, estarão presentes no Café Literário da Bienal, que promete ser um dos grandes destaques da programação. Assim como na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, da qual se originou, a atração vai oferecer ao público momentos de descontração, propiciados por bate-papos informais entre autores sobre os mais variados assuntos. Os encontros estão programados para acontecer ao longo dos 11 dias de evento, sempre à tarde – no caso dos finais de semana – ou à noite – durante a semana.



Homenagens aos grandes escritores da língua portuguesa vão permear toda a programação da Bienal. Logo na abertura do evento, o reconhecimento ao trabalho de um dos mais importantes poetas mineiros dá o tom do debate. A mesa “O que é uma vida dedicada à poesia?” vai reunir o poeta Affonso Ávila, o escritor e jornalista Rui Mourão e a doutora em Letras e autora de textos e artigos literários, Melânia Silva de Aguiar.



Outro destaque é a mesa “Machado de Assis é o Brasil Urbano e Guimarães Rosa o Brasil Rural?”. Donos de um estilo literário muito particular, os dois autores serão lembrados pela Bienal, em função do centenário de nascimento do primeiro e dos 100 anos de morte do segundo.



Fernando Sabino, que ao lado de Otto Lara Resende, Paulo Mendes Campos e Hélio Pellegrino ficou conhecido como um dos Cavaleiros do Apocalipse, comemoraria 85 anos em 2008. Por isso, a sessão “Encontro Marcado com Fernando Sabino”, programada para o dia 24 de maio, vai reunir dois de seus grandes amigos, Fábio Lucas e José Bento de Teixeira Salles, falando um pouco sobre a vida e obra deste grande escritor.



Complementando a homenagem, o público terá a oportunidade de conferir a exposição também batizada como “Encontro Marcado com Fernando Sabino”, que vai abranger fatos biográficos, produção literária e sua atuação como roteirista e diretor de cinema.



Para a Arena Jovem, um espaço voltado principalmente ao público adolescente, serão apresentados e debatidos assuntos contemporâneos. Autores, intelectuais e personalidades ligados a diversos temas são os convidados. Entre eles, Juliana Sampaio, publicitária e criadora do blog que deu origem ao programa Mothern, da GNT; João Alegria e Jean Wyllys, em um acalorado debate sobre os reality shows que tomam conta da programação televisiva atualmente; Tereza Santos e Érika Mares Guia, falando sobre moda, além de muitos outros, como Ziraldo e Fabrício Carpinejar.



Para o público mirim, a Bienal apresentará uma série de atividades educativas e culturais, com atrações que focam a literatura infantil. Uma viagem ao mundo dos livros irá fazer da visita um programa inesquecível, com apresentações que irão estimular o prazer da leitura. Os pequenos leitores terão, além de teatro e música, a oportunidade de conversar com autores e conhecer um pouco mais sobre suas obras.



O calendário será complementado pela Visitação Escolar, ação que tem como objetivo orientar o contato com os livros e incentivar o hábito de leitura entre os estudantes das redes pública e particular de ensino. O professor receberá um kit com informações e sugestões para aproveitar o tempo da visita ao evento, dicas de como localizar livros e autores preferidos, programa do dia, serviços e atividades dentro dos pavilhões, ponto de encontro etc.



A Bienal do Livro de Minas é uma realização da Fagga Eventos, organizadora da Bienal do Livro do Rio e de Salvador, e da Câmara Mineira do Livro, promotora do Salão do Livro de Belo Horizonte; e conta com o patrocínio de Petrobras, Cemig, Universidade Fumec, Banco Mercantil do Brasil, Submarino.com e com o apoio da Secretaria Estadual de Cultura, Fundação Municipal de Cultura, BHTrans e Metrô BH.

A organização do evento agradece a todos os autores convidados, que aceitaram participar do evento sem qualquer tipo de remuneração, contribuindo para a difusão da literatura brasileira.



Confira, abaixo, a programação completa:



CAFÉ LITERÁRIO



Dia 15 de maio

19h: ”O que é uma vida dedicada à poesia?”

(Homenagem aos 80 anos do poeta Affonso Ávila)

Affonso Ávila, mediação de Melânia Silva Aguiar e Rui Mourão



Dia 16 de maio

19h: "Falar de língua culta é ser preconceituoso?"

Pasquale Cipro Neto e Fernando Brant, mediação de Ronald Claver



Dia 17 de maio

15h: “O escritor É todos os seus personagens?”

Sérgio Sant’Anna e Sebastião Nunes



19h: “A ilustração pode revelar uma origem?”

(Homenagem especial aos 100 anos da imigração japonesa)

Lúcia Hiratsuka, Ângela Lago e Odilon Moraes



Dia 18 de maio

15h: “Machado de Assis é o Brasil Urbano e Guimarães Rosa o Brasil Rural?”

(Homenagem a Machado de Assis - 100 anos de morte - e Guimarães Rosa - 100 anos de nascimento)

Wander Melo Miranda, Ivana Versiani. Mediação: Marli Fantini



19h: "O poeta é o intérprete de algo que está além dele?”

Antônio Calloni, Fabricio Marques. Mediação de Fernando Mencarelli



Dia 19 de maio

19h: “A biografia é um caso de amor?”

Nelson Motta, Eneida Maria de Souza. Mediação: Luís Augusto



Dia 20 de maio

19h: "Escrever sobre o outro é falar de si próprio?"

Maitê Proença, Olavo Romano, Rui Tavares



Dia 21 de maio

19h: “É possível viver o presente como se não houvesse outro dia?”

Rubem Alves. Mediação: Camila Diniz Ferreira



Dia 22 de maio

15h: "Todo mundo tem seu lado oculto?"

Heloísa Seixas e Ivo Pitanguy. Mediação: Luís Alberto Brandão



19h: " Por que há tantas interpretações contraditórias para a vinda da família real portuguesa?"

Ruy Castro, Caio Boschi. Mediação: Octávio Eliseo



Dia 23 de maio

15h: “O escritor é o porta-voz de uma memória coletiva”?

Moacyr Scliar, mediação: Marcio Seligmman



19h: “A mulher escreve diferente do homem?”

Martha Medeiros, Maria Esther Maciel, Malluh Praxedes



Dia 24 de maio

15h: Encontro Marcado com Fernando Sabino (através da memória de seus amigos).

Fábio Lucas, José Bento Teixeira de Salles



19h: “Afinal, 1968 terminou? Ainda há lugar para a utopia?”

(Homenagem aos 40 anos de maio de 68)

Zuenir Ventura



Dia 25 de maio

15h: “A infidelidade ajuda a conservar o casamento?”

Julia Lemmertz e Malvine Zalcberg. Mediação de Clara Feldman



17h: “O Amor só começa quando a Paixão acaba?”

Affonso Romano de Sant’Anna, Luiz Vilela e Ana Elisa Ribeiro. Mediação: Júnia Carvalho







ARENA JOVEM



Dia 15 de maio

17h: “‘Adolescer’ dói? A adolescência continua dentro da gente?”

Maria Dolores, Orlando Paes Filho



Dia 16 de maio

17h: “A cyberlinguagem se tornará uma língua falada?”

Pasquale Cipro Neto, Kiko Ferreira, Juliana Sampaio



Dia 17 de maio

13h: “A sociedade está, finalmente, descobrindo que magreza não é beleza?”

João Curvo, Luiz Alberto PY, Vanessa de Oliveira



17h: “O que é o ‘verdadeiro’ futebol?”

(100 anos do Atlético Mineiro)

Olímpio Pimenta, Alexandre Simões, Luiz Ruffato



Dia 18 de maio

13h: “Reality show: o que você quer ver?”

Joana Meniconi, João Alegria, Jean Wyllys



17h: “Drogas: o consumidor ‘não tem nada com isso’?”

Guilherme Fiuza e João Guilherme Estrella



Dia 19 de maio

17h: “O humor mostra as coisas pelo avesso?”

Ziraldo, Mário Vale



Dia 20 de maio

17h: “Estar na moda ficou ‘fora de moda’?”

Érika Mares Guia, Tereza Santos, Marília Carneiro



Dia 21 de maio

17h: “A iniciativa, agora, é delas?”

Cláudia Tajes, Imaculada Kangussu, Cissa Guimarães



Dia 22 de maio

13h: “Aquecimento global, conservação da biodiversidade e educação: o que cada um de nós pode fazer?”

Munduruku, Aspásia Camargo, Ângelo Machado



17h: “O que é História?”

Mary Del Priore, Eduardo França Paiva. Mediação: Elza Cataldo



Dia 23 de maio

17h: “É possível viajar sem sair do lugar?”

Pedro Bandeira e Zeca Camargo



Dia 24 de maio

13h: “Namoro pela internet: mais parceiros, menos riscos?”

Fabrício Carpinejar, Inês Stanisieri, Edmundo Novaes



17h: “Hip hop, rap, grafite: é a periferia que dá as cartas?”

Francisco Bosco, Makely Ka, DJ Renegado



Dia 25 de maio

13h: “O que é, hoje, ‘centro’ e ‘periferia’?”

Affonso Romano Sant’Anna e Walmir José





SERVIÇO:

Data: 15 a 25 de maio de 2008

Local: Expominas - Avenida Amazonas, 6.030 – Gameleira - Belo Horizonte - MG

Pavilhões – Pavilhão Verde, Azul e Laranja

Entrada principal – Pavilhão I

Balcão de Informações – Entrada do Pavilhão I



Número de expositores: 130



Valor do estacionamento: R$ 7,00 (carro de passeio)



Número de vagas: 2.230



Site oficial: www.bienaldolivrominas.com.br – informações de serviço, lançamentos e programação completa



Ingressos:

R$ 6,00 – inteira

R$ 3,00 - meia-entrada para estudantes* e idosos acima de 60 anos**



* Meia-entrada de estudante - Mediante a apresentação de identidade estudantil com fotografia, dentro do seu período de validade ou outro documento que comprove a condição de estudante acompanhado de carteira de identidade civil.

** Meia entrada idoso - idade igual ou superior a 60 anos que comprovem essa condição mediante a apresentação de documento de identidade ou outro documento com foto.

*** Meia entrada crianças – crianças até 12 (doze) anos.



Horário de funcionamento:

De segunda à sexta: das 9h às 22h (com exceção do dia 15/05)

Sábados, domingos e feriados: das 10h às 22h

domingo, 4 de maio de 2008

Lia Luft na Cultura


LIA LUFT

No programa RODA VIDA, desta 2a. feira (05/05) da tevê Cultura, às 22h40, será entrevistada a escritora gaúcha Lya Luft considerada um fenômeno editorial.
Com trinta anos de carreira, além de livros, ela tem uma coluna semanal na revista VEJA.
Em seus textos ela rebate o consumismo exagerado e a imposição da mídia valorizando mais certos tipos físicos ou comportamento social que a pessoa deve ter.
Em "O Silêncio dos Amantes", seu último livro, a escritora ressalta a falta de comunicação entre as pessoas que se amam.
Vale a pena conferir a entrevista!

Nair Lúcia de Britto
Poeta e Jornalista
www.partes.com.br