domingo, 28 de dezembro de 2008

SESC POMPÉIA APRESENTA ALAÍDE COSTA COM CD DE MÚSICAS DE MILTON NASCIMENTO


Show traz repertório de canções do aclamado cantor e compositor da MPB, na voz da intérprete carioca


Com mais de cinco décadas de trajetória, Alaíde Costa está em uma fase especial com o lançamento de seu último CD “Canta Milton – Amor Amigo”. O SESC Pompéia apresenta o show da intérprete carioca no dia 16 de janeiro com canções como “Bodas”, “Outubro”, Sentinela”, “Cais”, “Morro Velho”, entre outras. O show faz parte do projeto Plataforma, que abre espaço para bandas e artistas lançarem seus CDs/DVDs.

Alaíde comenta que a amizade com Milton é muito antiga, desde os anos 60, e o desejo de gravar músicas do cantor e compositor sempre foi recorrente em sua carreira. “Infelizmente, naquele período, eu estava sem gravadora e não pude gravá-lo. Depois de ouvir bastante tudo, fui pelo caminho das composições que falavam de amor. Milton tem a sua própria linguagem, não precisou escrever ‘eu te amo’ para o amor estar presente nas canções escolhidas por mim”, comenta sobre a escolha do repertório do CD e show.

Milton retribui a homenagem com a seguinte frase: “O tempo para Alaíde não passa, graças a Deus! Foi uma surpresa e grande alegria saber que ela ia dedicar esse CD às minhas músicas. Foi muito bom cantar com ela o ‘Viola Violar’ e revê-la após algum tempo”, declara.

Outras canções de Milton como “River Phoenix/Carta a um jovem ator” e “Canção do Sal”, além das parcerias “Bodas” (com Ruy Guerra), “Sentinela” (com Fernando Brant), “Um gosto de sol” (com Ronaldo Bastos), “Viola Violar” (com Márcio Borges) e Beijo Partido (Toninho Horta).

Sobre Alaíde Costa:

Radicada em São Paulo, tinha 16 anos quando começou a cantar em programas de calouros, como os de Ary Barroso. No fim dos anos 50 já era profissional respeitada ao lado de Sylvia Telles e Dolores Duran. Foi João Gilberto quem a levou a freqüentar a turma da bossa nova.

No fim dos anos 60 afastou-se do meio artístico por problemas particulares, voltando em 1972. Nessa época ocorre sua participação no disco “Clube da Esquina”, cantando com Milton “Me deixa em Paz”. A partir daí vieram álbuns como “Águas Vivas”, “Amiga de Verdade”, “Tudo Que o Tempo Me Deixou” e “Voz e Piano”, os dois últimos também lançados pela Lua Music. Em 2005, recebeu o Prêmio Rival BR de Melhor Cantora do ano.

Serviço: ALAÍDE COSTA SE APRESENTA NO PROJETO PLATAFORMA DO SESC POMPÉIA
Rua Clélia, 93
Dia 16 de janeiro. Sexta, às 21h.
Teatro – Indicação etária: 12 anos
Ingressos: R$ 4 a R$ 16
Lotação: 358 pessoas
Telefone para informações: (11) 3871-7700

Ar condicionado – acesso para deficientes – não temos estacionamento
Para informações sobre outras programações ligue 0800-118220 ou acesse o portal www.sescsp.org.br.

Funcionamento da bilheteria do SESC Pompéia – de terça a sábado, das 9h às 21h e aos domingos, das 9h às 20h. Aceitam-se cheque, cartões de crédito (Visa, Mastercard, Diners Club International e American Express) e débito (Visa Electron, Mastercard Electronic, Maestro, Redeshop e Cheque Eletrônico). Ingressos podem ser adquiridos em todas as unidades do SESC, incluindo CineSESC.

LECI BRANDÃO É A PRIMEIRA ATRAÇÃO DO PROJETO “ESQUENTA” DO SESC POMPÉIA




Primeira mulher a participar da ala de compositores da Mangueira, a cantora e compositora desfila clássicos do samba no primeiro show do projeto “Esquenta”



Leci Brandão, uma das personagens mais conhecidas do samba brasileiro, se apresenta no SESC Pompéia, no dia 15 de janeiro, quinta-feira, às 21h, dentro do projeto Esquenta. O projeto ainda contará com nomes como De Puro Guapos (tango), no dia 22 de janeiro e Sandália de Prata (samba rock), no dia 29. Todos acontecem na Choperia da Unidade.

Nascida em Madureira, Rio de Janeiro, e criada entre os principais sambistas cariocas, Leci viveu nas comunidades da Portela, Vila Isabel e Mangueira, o que confere autenticidade às letras e à interpretação de suas principais canções. Nos anos 60 começou a atuar como cantora e compositora. Em 1968, ganhou o primeiro prêmio do programa A Grande Chance, da TV Tupi.

Em 1972, entrou para a ala dos compositores da Mangueira, sendo a primeira mulher a alcançar essa proeza. Participou de festivais de MPB e samba, e lançou o primeiro disco em 1974, um compacto com suas músicas. Três anos depois, o primeiro LP "Antes que Eu Volte a Ser Nada" foi lançado, seguido por outros três ainda nos anos 70.

Sua carreira não ficou restrita ao solo brasileiro, na mesma década de 70 reforçou sua atuação no exterior, em países como Japão, Dinamarca, Angola e Estados Unidos. Trabalhou com o grupo Fundo de Quintal, voltando a gravar em 1985. Em 1990, seu disco "Cidadã Brasileira" ganhou dois prêmios Sharp.

Entre os maiores sucessos gravados por Leci estão "Isso é Fundo de Quintal", "Só Quero Te Namorar", "Café com Pão", "Papai Vadiou" "Olodum Força Divina" e "Deixa pra Lá".

Leci já acumula 23 discos, os mais recentes foram o "Auto-Estima", em 1999, e no ano seguinte chegou às lojas seu primeiro CD ao vivo “Eu sou assim”. Uma marca sempre presente no repertório de Leci Brandão é a inclusão de letras de cunho social. Ela cantou em defesa das minorias, sendo convidada freqüentemente a compartilhar sua voz em eventos afinados aos movimentos de sindicalistas, estudantes, índios, prostitutas, homossexuais, partidos de esquerda, de mulheres e de conscientização para a temática dos negros no Brasil. Atualmente, além das apresentações musicais, Leci é comentarista dos desfiles das escolas de samba do Grupo Especial de São Paulo para a Rede Globo.

Serviço: LECI BRANDÃO SE APRESENTA NO PROJETO ESQUENTA DO SESC POMPÉIA
Rua Clélia, 93
Dia 15 de janeiro. Quinta, às 21h.
Choperia – Indicação etária: 18 anos
Ingressos: R$ 5 a R$ 20
Lotação: 800 pessoas
Telefone para informações: (11) 3871-7700

Acesso para deficientes – não temos estacionamento
Para informações sobre outras programações ligue 0800-118220 ou acesse o portal www.sescsp.org.br.

Funcionamento da bilheteria do SESC Pompéia – de terça a sábado, das 9h às 21h e aos domingos, das 9h às 20h. Aceitam-se cheque, cartões de crédito (Visa, Mastercard, Diners Club International e American Express) e débito (Visa Electron, Mastercard Electronic, Maestro, Redeshop e Cheque Eletrônico). Ingressos podem ser adquiridos em todas as unidades do SESC, incluindo CineSESC.

SESC POMPÉIA APRESENTA BANDA ROCKFELLER

Na estrada há 10 anos, repertório do grupo de rock é recheado de covers de Beatles, Led Zeppelin e Rolling Stones, além de músicas próprias


A Choperia do SESC Pompéia apresenta, no dia 8 de janeiro (quinta-feira), às 21h, a banda Rockfeller. Com cd recém-saído do forno, a apresentação do grupo mescla canções de Beatles, Led Zeppelin e Rolling Stones com composições próprias e duas músicas do “rei” Roberto Carlos: "Sua Estupidez" e "Todos Estão Surdos".

Com formação de duas guitarras, um baixo e uma bateria, o Rockfeller completou uma década de trajetória e entre seus integrantes está o desembargador José Carlos Gonçalves Xavier de Aquino, presidente da 5ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo. O desembargador roqueiro passou 30 anos longe da música e agora retorna no cd com participações especiais.

A história da banda:

Formada em 1998, mas com integrantes de vasta experiência musical adquirida em vários anos de trabalho acompanhando artistas nacionais e internacionais de estilos bastante diversos como o rei Roberto Carlos (Norival) e os gringos do Double You (Brotinho).
A banda interpreta os clássicos do rock desde os anos 60 até os dias de hoje.

Serviço: SESC POMPÉIA APRESENTA BANDA ROCKFELLER
Dia 8 de janeiro. Quinta-feira, às 21h.
Choperia – Indicação etária: 18 anos
Ingressos: R$ 4 a R$ 16
Lotação: 800 lugares
Telefone para informações: (11) 3871-7700

Acesso para deficientes – não temos estacionamento
Para informações sobre outras programações ligue 0800-118220 ou acesse o portal www.sescsp.org.br.

Funcionamento da bilheteria do SESC Pompéia – de terça a sábado, das 9h às 21h e aos domingos, das 9h às 20h. Aceitam-se cheque, cartões de crédito (Visa, Mastercard, Diners Club International e American Express) e débito (Visa Electron, Mastercard Electronic, Maestro, Redeshop e Cheque Eletrônico). Ingressos podem ser adquiridos em todas as unidades do SESC, incluindo CineSESC.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Festival de Curtas-Metragens comemora os 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos

Programação do 2º Festival Entretodos inclui mostra competitiva de filmes, shows e mostras programadas por cineclubes e grupos culturais nas periferias da cidade.





De 02 e 10 de dezembro, a Comissão Municipal dos Direitos Humanos (CMDH) da Prefeitura de São Paulo promove, em parceria com a Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) e o SESCSP, uma intensa programação comemorativa aos 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Pelo segundo ano consecutivo, a CMDH promove o Festival de Curtas-Metragens ENTRETODOS, cujo objetivo é promover o debate sobre o tema utilizando o audiovisual como meio de chegar a um número cada vez maior de pessoas.

Na última terça-feira (02/12) o público pôde conferir a apresentação do DJ Dolores e Banda na abertura oficial do Festival, realizada no SESC Vila Mariana, onde também ocorrerá a mostra competitiva de filmes do evento. Na ocasião, o artista executou trechos da trilha do filme "Narradores de Javé" e musicou trechos de filmes escolhidos para a mostra. Já a cerimônia de encerramento, na próxima quarta-feira, 10/12, contará com show do grupo Cordel do Fogo Encantado, também no SESC Vila Mariana, com convites a R$12,00.



Em 2008, o 2º Festival de Curtas-Metragens ENTRETODOS recebeu centenas de inscrições, a partir das quais foram selecionados 27 trabalhos para participar da mostra competitiva, que acontece até 10 de dezembro. Dos filmes selecionados, serão escolhidos pelo júri quatro curtas a serem premiados nas categorias de melhor curta-metragem, melhor roteiro, melhor diretor estreante e visão social. Entre os membros que compõem o júri do Festival estão nomes como Fernando Meirelles, Gregório Bacic, Danilo Santos de Miranda, Carla Camuratti, Clarisse Abujamra, André Goldman, Soninha Francine, Daniel Piza, entre outros.


A CMDH premiará os escolhidos com um total de R$ 30.000,00. O público também poderá votar nos curtas exibidos na mostra competitiva. O mais votado pela escolha popular será agraciado com o prêmio mochileiro, cujo ganhador deverá levar os curtas e o debate sobre direitos hu Cinema e Sociedade manos pelo país.

Os filmes estão agrupados em cinco blocos temáticos, que poderão ser assistidos em dias e horários alternados: Entretodos na pele; Entretodos na rua; Entretodos na cabeça; Entretodos na vida; Entretodos no outro. Cada um dos blocos exibe alguns dos curtas selecionados. Este ano há curtas-metragens em todos os formatos de captação possíveis. As sessões são gratuitas, basta retirar os ingressos com uma hora de antecedência.

Além das exibições no Sesc Vila Mariana, a programação da 2ª edição do Festival pode ser conferida simultaneamente em espaços culturais e em núcleos de cinema espalhados pela cidade. Projeções na zona norte, programadas pelos grupos FABICINE, SAPOCINE e Centro de Cidadania Juventude Ativa (Brasilândia, Vila Nova Cachoeirinha, Jardim Antártica, Jardim Peri); na zona leste, organizada pelos grupos Fábrica de Imagens, Cine Campinho e Mundo em Foco - Perifacine (Jardim Bandeirantes, Jardim Fanganielo, Vila Santa Inês, Brás e São Mateus); na zona sul, programadas pelos grupos Núcleo de Comunicação Alternativa, CineBecos e Cineclube Paraisopolis (M`Boi Mirim, Cidade Dutra, Campo Limpo e Paraisópolis).

Dois debates também entremeiam a programação do festival. O primeiro aborda o chamado Cinema Seco, que inclui mostra de filmes e debates e que reúne filmes cujas temáticas são ligadas às regiões semi-áridas do planeta e seus conflitos sociais. A sessão e o debate serão conduzidos por Petrônio de Lorena (diretor, roteirista e músico que reside entre Recife e Rio de Janeiro) e Sérgio Oliveira (diretor e roteirista). O segundo é um debate sobre cinema e direitos humanos. Ambos os debates são também gratuitos, sendo necessário retirar convites com uma hora de antecedência.

A programação também pode ser conferida no site: www.entretodos.com.br

Abaixo segue lista com os filmes da mostra competitiva e grade de programação.



05/12
14h às 17h - Oficina de trilha sonora ao vivo e construção de instrumentos com Fernando Sardo (inscrições antecipadas através do e-mail manu@entretodos.com.br e/ou info@entretodos.com.br - Sala de Oficina do Sesc Vila Mariana)

16h - Sessão Entretodos na Pele (Auditório do Sesc Vila Mariana, grátis, retirar ingresso com 1h de antecedência no Sesc)
18h - Sessão Entretodos na Pele (Auditório do Sesc Vila Mariana, grátis, retirar ingresso com 1h de antecedência no Sesc)
20h - Sessão Entretodos no Outro (Auditório do Sesc Vila Mariana, grátis, retirar ingresso com 1h de antecedência no Sesc)

06/12
16h - Sessão Entretodos na Rua (Auditório do Sesc Vila Mariana, grátis, retirar ingresso com 1h de antecedência no Sesc)
18h - Sessão Entretodos na Cabeça (Auditório do Sesc Vila Mariana, grátis, retirar ingresso com 1h de antecedência no Sesc)
20h - Sessão Entretodos na Pele (Auditório do Sesc Vila Mariana, grátis, retirar ingresso com 1h de antecedência no Sesc)

07/12
16h - Sessão Entretodos na Pele (Auditório do Sesc Vila Mariana, grátis, retirar ingresso com 1h de antecedência no Sesc)
18h - Sessão Entretodos no Outro (Auditório do Sesc Vila Mariana, grátis, retirar ingresso com 1h de antecedência no Sesc)
20h - Sessão Entretodos na Rua (Auditório do Sesc Vila Mariana, grátis, retirar ingresso com 1h de antecedência no Sesc)

09/12
14h às 17h - Oficina de trilha sonora ao vivo e construção de instrumentos com Fernando Sardo - ensaio de composição para um ou mais curtas selecionados
16h - Sessão Entretodos na Cabeça (Auditório do Sesc Vila Mariana, grátis, retirar ingresso com 1h de antecedência no Sesc)
18h - Sessão Entretodos na Vida (Auditório do Sesc Vila Mariana, grátis, retirar ingresso com 1h de antecedência no Sesc)
20h - Debate sobre cinema e direitos humanos com jurados do Festival (Fernando Meirelles, Gregório Bacic, Soninha Francine, André Goldman e outros). Retirar convites com 1h de antecedência no Sesc.

10/12
16h - Sessão Entretodos na Vida (Auditório do Sesc Vila Mariana, grátis, retirar ingresso com 1h de antecedência no Sesc)
18h - Sessão Entretodos na Cabeça (Auditório do Sesc Vila Mariana, grátis, retirar ingresso com 1h de antecedência no Sesc)
20h30 - Cerimônia de premiação para convidados e encerramento com show do Cordel do Fogo Encantado.

- ITINERÂNCIA (mostra nos cineclubes de periferia)
03/12
- Sessões no Escadão do VRAS 77, na Brasilândia - promoção Fabicine e CA.GE.BE., às 19h
- Sessões na Cooperifa, em M´Boi Mirim - promoção Núcleo de Comunicação e CineBecos, às 19h
- Sessões no Cine Campinho, no Jardim Bandeirantes, com apresentação do grupo de samba Um Toque de Magia - Partido Alto - promoção Fábrica de Imagens e Cine Campinho, às 19h

04/12
- Debate com José Gregori (presidente da Comissão Municipal de Direitos Humanos da PMSP) e CA.GE.BE, na Vila Nova Cachoeirinha - promoção Fabicine e CA.GE.BE., às 15h
- Sessões no CEDECA Interlagos, em Cidade Dutra - promoção Núcleo de Comunicação e CineBecos, às 15h30
- Sessões no Conjunto Habitacional Olhos do Coração, no Jardim Antártica - promoção Núcleo Audiovisual Sapocine e Centro de Cidadania Juventude Ativa, às 20h
- Sessões no Cine Escadão, no Jardim Fanganielo - promoção Fábrica de Imagens e Cine Campinho, às 20h
- Sessões na Sociedade de Amigos da Vila Santa Inês (SAMOSI), em Ermelino Matarazzo - promoção Mundo em Foco - Perifacine, das 8h às 13h

05/12
- Sessões no CEDECA Interlagos, em Cidade Dutra - promoção Núcleo de Comunicação e CineBecos, às 15h30
- Sessões na Via Pública Três Fronteiras, no Jardim Antártica - promoção Núcleo Audiovisual Sapocine e Centro de Cidadania Juventude Ativa, às 19h30
- Sessões no Cine Viela, no Jardim Fanganielo - promoção Fábrica de Imagens e Cine Campinho, às 20h
- Sessões na Sociedade de Amigos da Vila Santa Inês (SAMOSI), em Ermelino Matarazzo - promoção Mundo em Foco - Perifacine, às 18h
- Sessões na Sala de Cinema de Paraisópolis - promoção Cineclube Paraisópolis, às 13h

06/12
- Sessões no CINESCADÃO, com apresentações do grupo de RAP Família 4 Vidas e grafite Entretodos, no Jardim Peri - promoção Fabicine
- Sessões na Casa de Cultura São Mateus e grafite Direitos Humanos, em M´Boi Mirim - promoção Núcleo de Comunicação e Cinebecos
- Sessões na Comunidade Santa Paulina, no Jardim Peri Alto - promoção Núcleo Audiovisual Sapocine e Centro de Cidadania Juventude Ativa, a partir das 18h
- Sessões no Cine Campinho, no Jardim Bandeirantes, com apresentação do grupo de samba Um Toque de Magia - Partido Alto e grafite do Patinho - promoção Fábrica de Imagens e Cine Campinho, às 19h
- Sessões na Sala de Cinema Paraisópolis, em Paraisópolis - promoção Cineclube Paraisópolis, a partir das 18h.

07/12
- Sessões na Casa de Cultura São Mateus, em M´Boi Mirim - promoção Núcleo de Comunicação e Cinebecos
- Sessões no Núcleo Audiovisual Sapocine, no Jardim Antártica, Favela do Sapo - promoção Núcleo Audiovisual Sapocine e Centro de Cidadania Juventude Ativa, às 18h
- Sessões no CINESCADÃO, no Jardim Fanganielo - promoção Fabicine, às 20h
- Sessões na Sala de Cinema Paraisópolis, em Paraisópolis - promoção Cineclube Paraisópolis, a partir das 18h.

08/12
- Sessões no Telão do Futuro, no Jardim Peri Alto - promoção Fabicine
- Sessões no Sarau do Binho, em Campo Limpo - promoção Núcleo de Comunicação e Cinebecos, a partir das 20h
- Sessões no Cine Viela, no Jardim Fanganielo - promoção Fábrica de Imagens e Cine Campinho, às 20h
- Sessões no Arsenal da Esperança Associação Assindes Sermig, no Brás - promoção Mundo em Foco - Perifacine, às 19h
- Sessões na Sala de Cinema Paraisópolis, em Paraisópolis - promoção Cineclube Paraisópolis, a partir das 13h

09/12
- Sessões no Cine Campinho, no Jardim Bandeirantes, com apresentação do grupo de samba Um Toque de Magia - Partido Alto e grafite do Patinho - promoção Fábrica de Imagens e Cine Campinho, às 19h
- Sessões na Sala de Cinema Paraisópolis, em Paraisópolis - promoção Cineclube Paraisópolis, a partir das 18h.


- MOSTRA COMPETITIVA

ENTRETODOS NA PELE
Zona desconhecida
Ano: 2008
Captação: DV
Duração: 6´
Roteiro: Ariana Chediak
Direção: Ariana Chediak
Fotografia: Ariana Chediak
Som: Yvo Ursini
Dir. Arte: -
Editor: André Francioli
Figurino: -
Elenco: Mara Gabrilli
Sinopse: Aos 26 anos Mara sofre um acidente de carro e perde os movimentos voluntários do pescoço para baixo. Em meio a uma sexualidade que anseia libertar-se das regras, teve que redescobrir a si mesma e ao seu corpo.

Medo do escuro
Ano: 2008
Captação: HDV
Duração: 17´
Roteiro: Cauê Brandão
Direção: Cauê Brandão
Fotografia: Randall Andrade
Som: Rafael Maklon
Dir. Arte: Carmem Santhiago
Editor: Leandro G. Moura
Figurino: Carmem Santhiago
Elenco: Andrade Jr., Márcia Marmori, Julia Rizzo, Roberto de Martin, Aline Padilha, Nelson Menão
Sinopse: Família tenta viver em meio às conseqüências de um ato de violência.

João e o Cão
Ano: 2007
Captação: DV
Duração: 16´
Roteiro: André Marques
Direção: André Marques
Fotografia: Andréia Santos
Som: Miguel Godinho, Hugo Alves
Dir. Arte: Inês Azevedo, Alice Alves
Editor: André Maques
Figurino: Inês Azevedo, Alice Alves
Elenco: Chandra Matatitch, João Saboga, Maria Emília Correia
Sinopse: Nos subúrbios desolados de uma grande cidade, João é um jovem marginal que lida mal com a autoridade, que desconhece que o seu comportamento é apenas uma defesa que advém da fragilidade do seu mundo.

Solitário Anônimo
Ano: 2007
Captação: MiniDV
Duração: 18´
Roteiro: Débora Diniz
Direção: Débora Diniz
Fotografia: Lucas Gandini
Som: -
Dir. Arte: Ramon Navarro
Editor: Ramon Navarro
Figurino: -
Elenco: -
Sinopse: Um idoso deitado na grama à espera da morte. No bolso, um bilhete anunciava ser de terras distantes. Não havia documentos ou posses. Seu desejo era morrer solitário e anônimo. Esse é o início do documentário que conta a impressionante história de um homem obstinado a planejar e controlar sua morte. É um filme sobre a liberdade, a vida e a morte.

Fade out
Ano: 2008
Captação: MiniDV
Duração: 5´
Roteiro: Denison Carneiro
Direção: Liças Gandini
Fotografia: -
Som: Lucas Gandini
Dir. Arte: -
Editor: Lucas Gandini
Figurino: -
Elenco: Bruno Alves
Sinopse: Documentário sobre um estudante cego que estuda audiovisual. O documentário trata o tema de forma menos sensacionalista e mais despretensiosa, até mesmo cômica.


ENTRETODOS NA RUA
Dia sim, dia não
Ano: 2008
Captação: Mini DV
Duração: 9´
Roteiro: Eveline Costa
Direção: Eveline Costa
Fotografia: Eveline Costa
Som: -
Dir. Arte: -
Editor: Marcelo Paternoster e Eveline Costa
Figurino: -
Elenco: -
Sinopse: Videomaker decide saltar do ônibus em que estava, na zona sul do Rio de Janeiro, para uma entrevista, quando avista homem que, atrapalhando o trânsito e correndo perigo, empurra carrinho feito de casco de geladeira em plena Avenida Niemeyer.

Sinal Vermelho
Ano: 2008
Captação: AVI
Duração: 1´18"
Roteiro: P. Eduardo
Direção: P. Eduardo
Fotografia: P. Eduardo
Som: -
Dir. Arte: -
Editor: -
Figurino: -
Elenco: -
Sinopse: Para os motoristas o sinal vermelho é um tormento; para o cadeirante, um sinal de esperança.

Hiato
Ano: 2008
Captação: Mini DV
Duração: 20´
Roteiro: Maria Socorro e Silva e Vladimir Seixas
Direção: Vladimir Seixas
Fotografia: Maurício Stal e Vladimir Seixas
Som: -
Dir. Arte: -
Editor: Ricardo Soares e Roberta Rangé
Figurino: -
Elenco: personagens reais do fato
Sinopse: Em agosto de 2000 um grupo de manifestantes organizou uma ocupação em um grande shopping da zona sul da cidade do Rio de Janeiro. O episodio obteve grande repercussão na imprensa nacional e ainda hoje é discutido por alguns pensadores. O filme recuperou imagens de arquivo e traz entrevistas de alguns personagens 7 anos após essa inusitada manifestação.

Código de faixa
Ano: 2007
Captação: MDV
Duração: 3´
Roteiro: Mané de Obra
Direção: Mané de Obra
Fotografia: Nelson Antônio
Som: Mané de Obra
Dir. Arte: Mané de Obra
Editor: -
Figurino: -
Elenco: -
Sinopse: Terrorismo poético. Grupo anônimo realiza intervenção urbana.

O circo chegou
Ano: 2008
Captação: mini-dv
Duração: 16´
Roteiro: Thiago de Souza Santos
Direção: Thiago de Souza Santos
Fotografia: -
Som: Milena Quilici
Dir. Arte: -
Editor: João Paulo Miranda Maria
Figurino: -
Elenco: Antonio Bartolo, Lamara Portugal Bartolo, Antonio Bartolo Junior, Vera Bartolo, Valéria Bartolo, Artur Bartolo, Ana Cristina Targino, Emerson Souza de Silva, Carlos de Jesus da Silva.
Sinopse: A história de uma família circense que une cinco gerações em torno de uma cultura em que o conhecimento é vivenciado desde 1905 no Brasil. O vídeo mostra as dificuldades, a vida na estrada. Lembrando os costumes errantes, os imprevistos e o amor pela arte da família de Antonio Bartolo e Lamara Portugal, do Circo Mágico Nacional, descendente do Gran Bartolo Circo.

10 centavos
Ano: 2007
Captação: HD
Duração: 19´
Roteiro: Reinofy Duarte
Direção: César Fernando de Oliveira
Fotografia: Matheus Rocha
Som: Richard Meyer
Dir. Arte: Miniusina de Criação
Editor: César Fernando de Oliveira e Amadeu Alban
Figurino: Miniusina de Criação
Elenco: Jorge Junior, Fernando Fulco, Narcival Rubens, Frank Magalhães, Paulo Prazeres e Stela Voutta
Sinopse: Um dia na vida de um garoto no subúrbio ferroviário de Salvador e trabalha como guardador de carros no centro histórico.


ENTRETODOS NA CABEÇA:
Priara Jõ, Depois do Ovo, a Guerra
Ano: 2008
Captação: SVHS
Duração: 15´
Roteiro: Kamoi Paraná
Direção: Kamoi Paraná
Fotografia: Kamoi Paraná
Som: Kamoi Paraná
Dir. de Arte: Kamoi Paraná
Editor: Daniel Bandeira
Figurino: -
Elenco: Krekio, Kuka, Santó, Iopakin, Kopãm, Otita, Sewa, Tumasyri, Tepakrit
Sinopse: As crianças Paraná apresentam seu universo em um dia de brincadeira na aldeia. O tempo da guerra acabou, mas ainda continua vivo no imaginário das crianças.

Café com leite
Ano: 2007
Captação: 35MM
Duração: 18´
Roteiro: Daniel Ribeiro
Direção: Daniel Ribeiro
Fotografia: Pierre de Kerchove
Som: Daniel Turini e Simone Alves
Dir. de Arte: Mônica Palazzo
Editor: Rafael Gomes
Figurino: Flávia Fernandes
Elenco: Daniel Tavares, Eduardo Melo e Diego Torraca
Sinopse: Quando os planos para o futuro mudam, novos laços entre Danilo, Lucas e Marcos são criados. Entre videogames e copos de leite, dor e decepção, eles precisam aprender a viver juntos.

O som e o resto
Ano: 2007
Captação: DV
Duração: 23´
Roteiro: Aline Melo, Rita Toledo e André Lavaquial
Direção: André Lavaquial
Fotografia: Bruno Estrela e Thaís Vieira
Som: Rafael da Costa e Alan Caferro
Dir de Arte: Carla Dutra
Editor: Ju Cavalcanti
Figurino: Carla Dutra
Elenco: Jahir Soares, Leandro Zanardi, Rogério Bispo dos Santos, Solayne Lima, Waldemir da Silva Lima, Haroldo Alves de Carvalho, Marco Arruda, Henrique Silva Santos, Jéferson Ferreira de Oliveira, Heberson Monteiro e Edivaldo.
Sinopse: Jahir é um baterista virtuoso que toca numa banda evangélica. Depois de se indispor com o pastor da igreja onde costuma tocar, se vê na rua com seu instrumento, iniciando uma jornada existencial rumo à música.

Menino Aranha
Ano: 2008
Captação: HD
Duração: 13´
Roteiro: Mariana Lacerda
Direção: Mariana Lacerda
Fotografia: Marcelo Lacerda, Kiko Goifman
Som: Francisco de Assis das Neves
Dir. Arte: -
Editor: Diego Gozze
Figurino: -
Elenco: -
Sinopse: Uma real lenda contada na Recife do final da década de 1990.

O Guarani
Ano: 2008
Captação: Mini dv
Duração: 20´
Roteiro: Cláudio Marques e Marilia Hughes
Direção: Cláudio Marques e Marilia Hughes
Fotografia: Nicolas Hallet
Som: Simone Dourado
Dir. Arte: -
Editor: Cláudio Marques e Marilia Hughes
Figurino: -
Elenco: -
Sinopse: Espaço de encontro e formação para cinéfilos de diversas gerações, o Cine Guarani foi um dos mais importantes endereços de Salvador durante mais de setenta anos. O Guarani é um filme de memórias e celebração.


ENTRETODOS NA VIDA
V.I.D.A
Ano: 2008
Captação: HDV
Duração: 20´
Roteiro: Ana Maria Saad, Geison Ferreira, Vinicius Zinn
Direção: Geison Ferreira e Vinicius Zinn
Fotografia: Rafael Valese
Som: René Brasil
Dir. Arte: Gelly Bourg
Editor: Leonardo Kopa
Figurino: Gelly Bourg
Elenco: Ana Maria Saad, Gabrielle Lopez, Giovana Fazzolari, Vinicius Zinn, Carlos Viveiros, Geison Ferreira, Nazaré Relvas, Ulysses de Santi, Naninha Borges, Regina Gaia, Juliano Ribeiro, Fabio Fazzolari
Sinopse: Ana Silvia é uma mãe e advogada que sofre de depressão, o que a levou a montar um grupo de ajuda a depressivos que se reúne uma vez por semana. O filme mostra um dia na vida de Silvia diante de uma crise aguda de depressão, a relação com sua filha e irmã, bem como com o grupo que ela modera e que nesse dia recebe dois jovens para filmar os depoimentos, dentre os quais uma abalará muito a todos.

Até quando?
Ano: 2008
Captação: Super 16
Duração: 17´45"
Roteiro: Gustavo Moraes
Direção: Gustavo Moraes
Fotografia: Mariza Caneca
Som: Alessandra Toledo
Dir. Arte: Ana Vitorino
Editor: Affonso Gonçalves
Figurino: Maryjane Marcasiano
Elenco: Charles Fricks, Fernando Alves Pinto, Janine Correa e as crianças, Gabriel Giorisatto, Lucas Martins Induzi
Sinopse: um pai é capaz de tudo para ajudar um filho quando o amor não tem limites.

Perna
Ano: 2008
Captação: Digital
Duração: 1´
Roteiro: Gil Baroni, Nelson Settanni, Bruno Souza
Direção: Gil Baroni
Fotografia: Giampaolo Kohler
Som: Jean Gabriell
Dir. Arte: Nelson Settanni, Gil Baroni
Editor: Pedro Sant´Ana, Bruno Souza
Figurino: Monica Rishibieter
Elenco: Bruno Souza, Dona Marlene, Pedro Sant´Ana
Sinopse: Diante de toda dificuldade há uma oportunidade.

Boa noite, Fátima
Ano: 2008
Captação: MiniDV
Duração: 3´
Roteiro: Reinofy Duarte
Direção: Caio Rubens
Fotografia: Arnold Díaz
Som: Napoleão Cunha
Dir. Arte: -
Editor: Caio Rubens
Figurino: -
Elenco: apenas figurantes
Sinopse: Quem é o responsável pela má qualidade dos programas exibidos na TV?

A Família Palhaço
Ano: 2008
Captação: HDD
Duração: 7´
Roteiro: Mauricio Saldanha
Direção: Mauricio Saldanha
Fotografia: -
Som: -
Dir. Arte: Mauricio Saldanha
Editor: Mauricio Saldanha
Figurino: A Família Palhaço
Elenco: A Família Palhaço - Ísis Albuquerque, Gabriela Moura, Rafael Moura, Ridan Albuquerque, Marcelo Cougo, Luciano Rabelo, Sebastian S. Caldera, Paulo Glanzmann, Elias Figueiredo
Sinopse: Uma família como qualquer outra, relacionando-se diferentemente.
Dia das Crianças
Ano: 2008
Captação: Minidv
Duração: 4´
Roteiro: Cavi Borges
Direção: Cavi Borges
Fotografia: Leo Jesus
Som: Mano Brown
Dir. Arte: -
Editor: Lara Frigotto
Figurino: -
Elenco: -
Sinopse: o dia das crianças na periferia brasileira.

ENTRETODOS NO OUTRO
A Tal Guerreira
Ano: 2008
Captação: HD
Duração: 14´
Roteiro: Marcelo Caetano
Direção: Marcelo Caetano
Fotografia: Jurandir Miller
Som: Patrício Salgado
Dir. Arte: -
Editor: Pedro Marques
Figurino: -
Elenco: -
Sinopse: Um soundsystem no cemitério. Gogo boys nos atabaques. Uma televisão no terreiro. Um filme sobre o sagrado e o profano nas incorporações do mito Clara Nunes.

A Cidade Cargueiro
Ano: 2008
Captação: HDV
Duração: 14´
Roteiro: Aline Frey e Genaro Oliveira
Direção: Aline Frey
Fotografia: Mush Emmons
Som: Fabio Marc
Dir. de Arte: Hans Peter
Editor: Igor Souto, Marcelo Matos e Walace Nogueira
Figurino: Silverino Araújo
Elenco: Jorge Bonfim, Jose Santiago, Adeilson Santiago e Bira Freitas
Sinopse: O curta narra a relação de curiosidade de Loro e Moca pela paisagem de luzes que os acompanha diariamente, pois moram em uma ilha vizinha a uma imensa cidade. Movidos pela imaginação essas crianças inventam em brincadeiras várias formas de conhecer essa metrópole.

A mamada
Ano: 2008
Captação: Mini-DV
Duração: 14´
Roteiro: Bruno Estrela
Direção: Bruno Estrela
Fotografia: -
Som: Bruno Estrela e Thais Vieira
Dir. Arte: Bruno Estrela e Thais Vieira
Editor: Bruno Estrela
Figurino: Thais Vieira
Elenco: Elen Dieb, Daniel Ricardo Lourenço, Fabrícia Neves, Fernando Bressan, Ionice Bezerra, Júlia Carricondo e Cecília Costa.
Sinopse: Um condomínio. Algumas pessoas tentando se adaptar às lógicas deste admirável mundo novo. O que acontece quando a mulher assume uma postura associada ao homem? Que linha divide homens e mulheres? Utópica e constitucionalmente nenhuma, até o momento em que nossas certezas são questionadas por fatos que questionam o que aprendemos a ser. A mamada é um bem humorado recorte do descontrole da sociedade.

O Ano do Porco
Ano: 2007
Captação: 16mm
Duração: 10´
Roteiro: Leopoldo Joe Nakata, Cláudia Calderon, Fernando de Peña
Direção: Cláudia Calderon
Fotografia: Leonardo Cubillo
Som: Gustavo Fioravante
Dir. Arte: Eric Grass
Editor: Leopoldo Joe Nakata
Figurino: -
Elenco: Antulio Marin, Anniua Bu, Mário Guerra, Caridad Amaran, Alejandro Chiu, Luis Alberto Delgado
Sinopse: em um cortiço do bairro chinês de Havana a vida de seus habitantes se vincula, casualmente, através de uma reação em cadeia provocada por um engano de Chang, o entregador do restaurante "A rainha de Xangai".

Amolador
Ano: 2008
Captação: DVCPro HD
Duração: 10´
Roteiro: Abelardo de Carvalho
Direção: Abelardo de Carvalho
Fotografia: Lucas Gandini
Som: Dos Opotros Sound Design
Dir. Arte: Carlos Nunes
Editor: André Uesato
Figurino: Luana Nunes
Elenco: André di Mauro, Jorge Brennand Jr, Marco Muniz, Maria Teresa Amazona Angélica
Sinopse: O que aconteceu nos dez minutos que antecederam ao registro da célebre fotografia feita por Marc Ferrez nas ruas do Rio de Janeiro em 1895?

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Consulta Pública debate Política de Mudança do Clima na Câmara Municipal de São Paulo

Acontece às 9h30 da próxima segunda-feira, 24 de novembro, na Câmara Municipal de São Paulo, a Consulta Pública que discutirá a criação de uma Política Municipal de Mudança do Clima (PMMC). Estarão presentes, entre outros, o Secretário do Verde e do Meio Ambiente Eduardo Jorge, o professor da Faculdade de Medicina da USP Paulo Saldiva e o presidente do Conselho de Meio Ambiente da FIESP Walter Lazzarini.

Serviço

Consulta Pública para discussão sobre a Política Municipal de Mudança do Clima

Dia: segunda-feira, 24/11/2008, às 9h30

Local: Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo

Endereço: Viaduto Jacareí, 100

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Butantan promove atividades gratuitas para comunidades da região amazônica

III Encontro Butantan Amazônia apresenta “Ciência na Praça”


O Instituto Butantan, órgão da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, realizará, entre os dias 12 e 23 de novembro, o III Encontro Butantan Amazônia, que este ano tem como tema “Pós-Graduação e Divulgação Científica em Santarém”.

Neste encontro, o Butantan levará uma inovação: a atividade “Ciência na Praça”, composta pela mostra dos melhores trabalhos apresentados nas universidades; pelas atividades científicas e educacionais desenvolvidas pelas instituições parceiras; e pela realização de atividades de educação em saúde e em meio ambiente que serão realizadas no Terminal Fluvial Turístico de Santarém, das 16h às 22h, e no Telecentro de Belterra, das 09h às 16h, para toda a comunidade. Não é necessário realizar inscrições e as atividades são gratuitas.

“Os Encontros Butantan Amazônia tiveram início em 2006, sempre incluindo atividades didáticas, discussões científicas, e extensão das discussões e do conhecimento para a comunidade através de oficinas com estudantes e professores dos Ensinos Básico e Médio, agentes de saúde e lideranças comunitárias”, explica a Prof. Dra. Ana Maria Moura, coordenadora do projeto e pesquisadora do Butantan.

Entre os participantes estarão Dr. Luiz Roberto Barradas Barata, secretário de Estado da Saúde de São Paulo, Dr. Otavio Mercadante, diretor do Butantan, além de pesquisadores do Instituto Butantan, integrantes da ONG Saúde e Alegria e professores das universidades UFOPA, UFPA/Santarém, UEPA, FIT e CAPES, IESPES.

O III Encontro Butantan na Amazônia acontecerá em Santarém, no Oeste do Pará e as atividades acontecerão também em Belterra.





Mais informações:

Assessoria de Comunicação Social do Instituto Butantan

Tel: 11 - 3726-7222 – ramais 2063 / 2264 / 2326
www.butantan.gov.br/amazonia




Programação:


III ENCONTRO DO BUTANTAN AMAZÔNIA

PÓS-GRADUAÇÃO E DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA EM SANTARÉM



LOCAL: Santarém – PA

PERÍODO: 12 a 23 de novembro de 2008





12/11/2008

LOCAL: Auditório da UFPA – Campus de Santarém



8:00 às 10:00: Inscrições e entrega de material



9:00hs: ABERTURA: Importância do Desenvolvimento Científico para a Região

· Diretor do Instituto Butantan – Dr. Otavio Azevedo Mercadante

· Presidente da Comissão de Implantação da UFOPA – Prof. Dr. José Seixas Lourenço

· Coordenadora do Campus da UFPA de Santarém – Profa. Maria Marlene Escher Furtado, M.Sc

· Diretor Geral da FIT – Prof. Hélvio Moreira Arruda, M.Sc

· Diretora Geral do IESPES – Profa. Dra. Maria Irene Escher

· Coordenadora do Núcleo Tapajós da UEPA – Profa. Dra. Deusa Meriam Silva

· Coordenador de Saúde do Projeto Saúde Alegria – Dr. Fabio Tozzi

· Presidente da FAPESPA – Prof. Dr. Ubiratan Holanda Bezerra



14:00 às 17:00: PÓS GRADUAÇÃO EM SANTARÉM:

· Dra. Ana Maria Moura da Silva – Instituto Butantan

· Profa. Dra. Rosa Helena Veras Mourão– UFPA campus Santarém – Coordenadora do Programa de Pós Graduação da UFPA/Santarém – Recursos Naturais da Amazônia

· Prof. Dr. Paulo Gorayeb – Diretor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFPA

· Prof. Dr. Emídio Cantídio de Oliveria Filho – Coordenador de Programas da CAPES



17:30 às 19:30: APRESENTAÇÃO E DISCUSSÃO DOS TRABALHOS CIENTÍFICOS EM FORMA DE PAINÉIS NA UFPA





13/11/2008

LOCAL: Auditório da FIT

9:00 às 12:00: PESQUISAS EM RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA: BIODIVERSIDADE

· Coordenação – Profa. Dra. Rosa Helena V. Mourão – UFPA e Prof. Hipócrates Chalkidis (M.Sc) - FIT



14:00 às 17:00: PESQUISAS EM RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA – ECOLOGIA E INTERAÇÃO ATMOSFERA BIOSFERA

· Coordenação - Prof. Dr. Rodrigo da Silva – UFPA e Profa. Gina Cyntia Carneiro do Valle (M.Sc) – FIT



17:30 às 19:30: APRESENTAÇÃO E DISCUSSÃO DOS TRABALHOS CIENTÍFICOS EM FORMA DE PAINÉIS NA UFPA





14/11/2008 - LOCAL: Auditório da UEPA

9:00 às 12:00: PESQUISAS EM SAÚDE NA AMAZÔNIA

· Coordenação - Profa. Dra. Zilma Pimentel – UEPA e Profa. Dra. Ethel Fernanda Soares – IESPES



14:00 às 17:30 : Auditório da UFPA

Apresentação oral dos trabalhos selecionados e premiação dos primeiros colocados

Coordenação para seleção dos trabalhos: Dra. Norma Yamanouye (Instituto Butantan),

Comissão Científica: Prof. Hipocrates Chalkidis, M.Sc (FIT), Profa. Dra. Rosa Helena Mourão (UFPA), Profa. Gina Cynthia Carneiro do Valle, M.Sc. (FIT), Prof. Dr. Rodrigo Silva (UFPA), Profa. Dra Zilma Pimentel (UEPA), Prof. Dr. Moacir Boreli Tormes (UEPA), Profa. Dra. Ynglea Georgina de Freitas Goch (IESPES), Profa. Ana Camila Sena (IESPES).

Os convidados externos das mesas irão compor a comissão julgadora que definirá a colocação final entre os seis trabalhos escolhidos.





15 e 16/11/2008 – CIÊNCIA NA PRAÇA

Coordenação Dr. Giuseppe Puorto e Profa. Gina Cyntia Carneiro do Valle

LOCAL: Terminal Fluvial Turístico

Das 16 às 22 hs

· Exposição dos painéis dos alunos – 30

· Exposição das atividades do Butantan na Amazônia

· Exposição Histórica de Belterra

· Exposição de atividades do Projeto Saúde Alegria

· Exposição de trabalhos da Escola da Floresta/CAAM

· Exposição do material usado nas oficinas e oficinas com a participação dos alunos interessados.

· Visita programada dos estudantes universitários ao Abaré





17 a 19/11/2008: Oficinas de Educação em Saúde e Ambiental - Universitários e Comunidade

Coordenação Dra. Fan Hui Wen – Instituto Butantan

17/11 - Alter do Chão (Escola da Floresta/CAAM) – Estudantes de primeiro grau; - Coordenação – Prof. Dr. Giuseppe Puorto – Instituto Butantan

18/11 - Área Verde/Uruará – Zona peri-urbana - Coordenação Profa. Dra. Ynglea Georgina de Freitas Goch (IESPES)

19/11 - Tabocal – BR163 – área de soja – Prof. Hipócrates Chalkidis (M.Sc.)





22 e 23/11/2008 – CIÊNCIA NA PRAÇA

Coordenação Dra. Suzana C. Gouveia Fernandes – Instituto Butantan

LOCAL: Telecentro de Belterra - Suzana

· Exposição dos alunos da UEPA

· Exposição das atividades do Butantan na Amazônia

· Exposição Histórica de Belterra

· Exposição do material usado nas oficinas

· Apresentação de atividades desenvolvidas por professores da rede pública de Belterra

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Festa literária santista tem início dia 12

Cerca de 60 mil devem prestigiar a Fenalba



A Feira Nacional do Livro da Baixada Santista (Fenalba) chega a sua 7ª edição com a proposta de promover o acesso da literatura a todos. Com o tema Literatura Popular Brasileira, a festa literária acontece de 12 a 16 de novembro, no Mendes Convention Center, em Santos.



Destaque da Fenalba, o Café Cultural pretende levar ao público a produção de áreas distintas, da literatura tradicional, passando por cinema e música, passando ainda pelo universo do anime e da qualidade de vida a partir da prática esportiva. Conforme a Promofair, organizadora do evento, a pluralidade é uma característica da Fenalba.



O Café Cultural continua com inscrições abertas. Mas algumas mesas mais concorridas, como Lobão, Marina Colasanti e Márcia Tiburi, já atingiram o limite de 100 inscritos. Há vagas na lista de espera. Para assistir às mesas culturais é necessário inscrever-se, antecipadamente, pelo site do evento www.fenalba.com.br.



Com patrocínio da Cosipa/ Usiminas, a 7ª Fenalba é considerada um dos quatro maiores eventos do segmento no país. Para esta edição, estima-se receber 60 mil visitantes durante os cinco dias da feira. A Fenalba tem ainda apoio da Unimed-Santos, Santos e Região Convention and Visitors Bureau e Café Brasileiro. Realização Grupo PromoFair.



Qualificação de professores



Os professores das redes pública e privada terão a chance de aprimorar seus conhecimentos na 7ª edição do Conecta Inteligência – Congresso Nacional de Ensino-Aprendizagem. O congresso acontece paralelamente à Fenalba, no dia 12 de novembro, a partir das 10 horas, no Mendes Convention Center, em Santos, com entrada franca.



Especialistas como Gilberto Dimenstein e Sandra Acosta compartilham com os educadores experiências positivas sobre o tema central “Educar, Conviver, Formar, Transformar: o Desafio da Escola no Século do Conhecimento”, dando enfoque à abordagem inclusiva, comunidade e educação, valores humanos, entre outros. A expectativa é reunir 5 mil educadores da região.



Programação do Café Cultural (12 a 16):



12/11

15h – Juca Kfouri, Futebol e literatura: o encontro das artes.

17h – Lobão, Muitas mídias, muita informação: a transformação do sucesso.



13/11

17h – Daniel Piza, Machado de Assis, Vida e Obra

19h – Marina Colasanti, sua obra e gêneros literários



14/11

17h – Luiz Antônio Domingues Filho, Qualidade de Vida em Santos: o benefício da prática esportiva



15/11

15h – Marcia Tiburi, O que é filosofia hoje

17h – Antonio Prata, O ofício do escritor

19h – Robson Kumode, Os bastidores da dublagem



16/11

17h – Zé do Caixão, A encarnação do demônio, novo filme








Programação do ConectaInteligência (dia 12):



10h: Abertura

11h: Como a comunidade pode dar educação, com Gilberto Dimenstein
13h30: Conhecer para enfrentar as dificuldades de nossos alunos, com Quézia Bombonatto
15h: Avaliação, com Sandra Acosta
16h30: O impacto do TDAH na escola - Uma abordagem inclusiva, com Paulo Junqueira
18h: Valores Humanos, com Ubiratan D´Ambrosio








SERVIÇO:

7ª FEIRA NACIONAL DO LIVRO DA BAIXADA SANTISTA (FENALBA)

Data: 12 a 16 de novembro, das 14h às 22h

Local: Mendes Convention Center: Av. Francisco Glicério, 206, Gonzaga, Santos

domingo, 2 de novembro de 2008

Para interessados de todo o país que quiserem se associar a uma das mais dinâmicas Sociedades Literárias do Brasil.


Blumenau, 26 de Outubro de 2008

EDITAL DE CONVOCAÇÃO



A Sociedade Escritores de Blumenau, através de seu Presidente ,convoca seus associados para a Assembléia Geral Ordinária a realizar-se no dia 26 de novembro de 2008 no auditório Edith Gaertner da Fundação Cultural de Blumenau, rua XV de novembro 161, centro, na cidade de Blumenau, SC, para deliberar sobre os seguintes assuntos:



ORDEM DO DIA



1. Saudação da Presidência;

2. Leitura da ata anterior;

3. Relatório Financeiro;

4. Relatório de Atividades;

5. Instalação da assembléia;

6. Apresentação das chapas;

7. Defesa de candidaturas;

8. Eleição da diretoria – gestão 2009;

9. Apuração dos votos e aclamação da chapa vencedora;

10. Palavra livre.

Obs. Os associados que não estiverem presentes poderão votar através de carta individual. Todos os associados em dia com a tesouraria têm direito a votar.





Marcelo Steil

Presidente

domingo, 26 de outubro de 2008

A poesia do Cantigas Praianas


Grupo Cantigas Praianas e Grupo Teclas e Flautas em Harmonia
Convidam

Concerto de Leitura



A poesia do Cantigas Praianas




No Concerto de Leitura de Outubro as poetas-leitoras do Grupo Cantigas Praianas farão sua apresentação como autoras de textos em verso. É a oportunidade para que o público conheça o estilo de cada participante do Grupo.

Clara, Cynira, Marly e Neiva lerão poesias de sua autoria, algumas premiadas, outras publicadas em Antologias e sites de Literatura, numa amostragem de sua produção poética-literária. Clara, recém chegada à literatura; a participação mais recente de Cynira, é a classificação no III Concurso Pérolas da Poesia, de Guarujá; Marly, 1.º lugar no Concurso Nacional de Haicai Masuda Goga/2008, de São Paulo ; Neiva, 1.º e 4.º lugares no Concurso Nacional de Haicai Nempuku Sato/2008, do Paraná. As autoras conversarão com o público sobre sua obra.

Na parte musical a presença sempre agradável do Grupo Teclas e Flautas em Harmonia, de São Vicente, sob a direção musical da professora Mitsuca Miyashita. Solistas: Gabriel, Jéssica, Pedro, Cristina, Sabrina.



Aberto ao público.

Dia 31 de Outubro de 2008
Sexta-feira 20 horas
Biblioteca Municipal Mário Faria
Posto 6
Grátis.

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

28ª Bienal de São Paulo

Secretário executivo do MinC participa da abertura neste sábado, 25 de outubro
Começa neste sábado, 25 de outubro, na capital paulista, a 28ª Bienal de São Paulo. O secretário executivo do Ministério da Cultura, Alfredo Manevy, estará presente na cerimônia de abertura, às 15h, no Pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera.

No período de 26 de outubro a 6 de dezembro, durante a realização da 28ª Bienal de São Paulo: “em vivo contato” o público terá a oportunidade de participar e contribuir para o processo de reflexão sobre o modelo e a cultura das exposições bienais no circuito internacional de arte e o papel da própria Bienal neste contexto.

Ao final dos 42 dias de exposição os curadores Ivo Mesquita e Ana Paula Cohen esperam que a Bienal reencontre sua especificidade e coloque novamente “em vivo contato” com seu tempo. São 42 artistas convidados, de 22 países, e quatro projetos especiais, que vão propor diferentes ferramentas para essa tarefa. A 28ª Bienal articula diferentes estratégias de exposição, debate e difusão.

O portal na web da 28ª Bienal permite ao público participar ativamente de debates através da adição de documentos e a definição de percursos e leituras individuais do evento. Além da programação completa da exposição, o endereço eletrônico disponibilizará os registros em vídeo das conferências e um banco de dados com informações sobre os artistas participantes e seus projetos. A 28ª Bienal conta com o apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Ministro da Cultura lança nacionalmente o 'I Concurso Pontos de Leitura' nesta terça-feira, 14 de outubro, em Recife

O ministro da Cultura, Juca Ferreira, visita nesta terça-feira, 14 de outubro, às 15h, a Livroteca Os Guardiões, localizada em uma palafita na Comunidade do Bode (Rua Eurico Vitrúvio - Pina), no Recife. A casa, construída sobre a água, abriga inúmeros livros que diariamente são consultados pelas crianças da região.

O espaço de leitura será beneficiado com um convênio entre o Ministério da Cultura, por meio da Coordenação do Programa Mais Cultura, o Governo de Pernambuco e a Prefeitura do Recife com a finalidade de melhorar a estrutura de funcionamento da Livroteca.

A assinatura do termo acontecerá na Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura (RRNE/MinC), localizada à Rua do Bom Jesus, 237 (Recife Antigo), a partir das 16h30, ocasião em que o ministro Juca Ferreira fará o lançamento do I Concurso Pontos de Leitura.

Logo após às duas solenidades será exibido o documentário Miró: preto, pobre, poeta e periférico, dirigido por Wilson Freire. Na programação consta ainda a apresentação do Centro Cultural Luiz Freire (CCLF), Ponto de Cultura que desenvolve o projeto Quartas Literárias em Olinda, que mostrará uma intervenção dos 'poetas marginais' Silvana Menezes, Valmir Jordão e do próprio Miró.

Às 17h15, tem início a apresentação das ações de Livro e Leitura empreendidas pelo Programa Mais Cultura. Haverá uma programação cultural no térreo da RRNE/MinC com exposição de livros publicados pela Editora Coqueiro, que há 17 anos publica cordelistas e autores da cultura popular nordestina, além de declamações dos cordelistas Alan Salles e Cobra Cordelista. Já a Fundação Gilberto Freyre irá apresentar fotos e a nova edição fac-símile, publicada através de recursos captados via Lei Federal de Incentivo à Cultura, do livro ‘Guia Histórico e Sentimental do Recife’, lançado por Gilberto Freyre em 1937.

Leia mais.

Informações: (81) 3224-0561 ou 9196-1577, na Assessoria de Comunicação da RRNE/MinC.

(Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Cultura)



Visite o site: http://www.cultura.gov.br/site/

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Autores, Artistas e seus Direitos

Tema do '3º Seminário do Fórum Nacional de Direitos Autorais', que será realizado neste mês de outubro, no Rio de Janeiro
Evento está com inscrições abertas e as vagas são limitadas
O 3º Seminário do Fórum Nacional de Direitos Autorais - Autores, Artistas e seus Direitos - promovido pelo Ministério da Cultura (MinC), a ser realizado entre os dias 27 e 28 de outubro, no Salão Itaipu, do Hotel Rio Othon Palace, em Copacabana, Rio de Janeiro, está com inscrições abertas. Desde dezembro de 2007, o ministério vem realizando uma série de encontros entre gestores públicos e a sociedade nacional em torno do tema dos direitos autorais, com vistas a modificações na lei que regulamenta o setor.

O primeiro seminário da série reuniu cerca de 500 participantes, no mês de julho, no Rio de Janeiro, para debater sobre a gestão coletiva dos direitos autorais e o papel do Estado. O segundo encontro foi em São Paulo, no mês de agosto, com um público de mais de 300 pessoas, e analisou o tema sobre a ótica dos usuários e consumidores dos direitos autorais.

O terceiro encontro traz o debate sobre os direitos dos autores de obras de arte e obras literárias e tem o propósito de levantar informações com os representantes do setor, sobre os benefícios e as dificuldades que enfrentam com a atual Legislação Autoral no país. As discussões do seminário vão abordar, também, a visão dos detentores de direitos autorais sobre as novas mídias e a globalização dos meios de comunicação, apurando os anseios e preocupações que têm quanto ao uso de seus trabalhos neste novo universo.

Todos os seminários são transmitidos ao vivo pela Internet e podem ser acompanhados, nos dias do evento, pelo site do Ministério da Cultura, no link Direitos Autorais, onde constam o conteúdo das palestras e os vídeos dos seminários anteriores. Outro espaço de discussão disponível no site é o Blog Direito Autoral, onde a sociedade pode postar comentários e fazer sugestões sobre os temas que estão sendo debatidos.

Veja o Programa do 3º Seminário.

As vagas são limitadas. As inscrições podem ser feitas aqui ou pelos telefones (61) 3037-6563 e 3037-6564.

Informações: (61) 3316-2070 na Coordenação-Geral de Direito Autoral do Ministério da Cultura.

(Comunicação Social/MinC)

Seminário

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Boca de Ouro no Rio de Janeiro


BOCA DE OURO - DE NELSON RODRIGUES ESTRÉIA NO TEATRO SESI EM OUTUBRO


"Boca de Ouro é a história de um bicheiro temido e respeitado – uma figura quase mitológica na comunidade onde vive - zona norte do Rio de Janeiro. Mandou arrancar os próprios dentes, substituindo-os por uma dentadura de ouro. Acreditava ainda que seria enterrado em um caixão todo em ouro. Diziam que ele ficava com as mulheres de homens casados e derretia suas alianças para fazer o caixão. As narrativas sobre um
homem poderoso e carismático que mantinha o auto-controle desde que não falassem de sua mãe e de como nasceu numa pia de gafieira. Em três relatos diferentes, a peça de Nelson Rodrigues descreve o personagem através de uma ex-amante do bicheiro Boca de Ouro, onde destaca-se não só o seu poder e crueldade, mas também as suas inseguranças."

Público - faixa etária: Maiores de 18 anos.
Ingressos: R$ 20,00 (estudantes e idosos pagam meia).
Estréia: 14 de outubro de 2008, 19h30min.
O espetáculo estará em cartaz todas as terças e quartas-feiras do mês
de outubro e novembro.
Duração aproximada: 01h30min
Teatro SESI: Av. Graça Aranha, 01, Centro - Rio de Janeiro
(estacionamento em frente)
Capacidade de público: 400 pessoas
Bilheteria do teatro: (21) 2563-4546/4166

No elenco:
Evandro Miúdo
Bruno Araujo
Bruna Meldau
Silvio Mattos
Márcia di Milla
Ana Cecília Reis
Grande Otelo Filho
Júlio Targueta
Diogo Pivari
Vinícus Tangerini
Kell Moura
Ellysa Movara.


Mais informações pelo telefone (21) 8603-8660 ou no site
http://www.ctad.com.br/em_cartaz.php

Governo cria programa de ensino superior à distância com nova tecnologia e transmissão online

Evento será transmitido no segundo canal digital da TV Cultura, em HDTV, pela primeira vez no Brasil e também na internet. O sistema é o mesmo que será usado nas aulas



Nessa quinta, dia 9/10, a partir das 16h30, acontecerá a cerimônia que oficializa a criação da Univesp, a Universidade Virtual do Estado de São Paulo, que já em 2009 oferecerá 6.600 vagas em pedagogia e licenciatura pelas universidades públicas paulistas USP, UNESP e UNICAMP.

O evento será transmito pela TV Cultura, parceira da Univesp, pela primeira vez no Brasil, através do segundo canal digital da emissora, inaugurando a multiprogramação no país. O sistema é o mesmo que será usado nas tele-aulas que farão parte do programa de ensino das disciplinas.

Além disso, o evento também poderá ser acompanhado pela Internet, pelo link www.tvcultura.com.br/univesp, que será também meio usado pela universidade virtual a partir do ano que vem.

O Univesp é formada pela parceria das universidades estaduais paulistas e a TV Cultura para oferecer cursos de graduação e pós-graduação utilizando as novas tecnologias de informação e comunicação (NTICs). Será implementado pelas universidades públicas paulistas - USP, UNESP e UNICAMP - e conta com o importante apoio da TV Cultura (Fundação Padre Anchieta), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo Paulista (FUNDAP).

O programa vai criar, em 2009, cinco mil vagas no curso de graduação em pedagogia para professores em exercício, a ser desenvolvido pela Unesp (Universidade Estadual Paulista). Também serão oferecidas 700 vagas na licenciatura em biologia e 900 vagas na licenciatura em ciências, ambas na USP. Somadas, são 6,6 mil vagas novas no ensino superior paulista, uma vez aprovados esses cursos pelas instâncias competentes das universidades.

Simultaneamente, serão desenvolvidos cursos de especialização voltados a professores da rede estadual de ensino, da quinta série ao Ensino Médio. Por meio de um uma parceria com a Secretaria Estadual da Educação, 110 mil docentes deverão ingressar no ano que vem em 16 cursos de pós-graduação (13 de disciplinas e três de gestão).

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

INSCRIÇÕES PARA VI SIMPÓSIO BRASILEIRO DE EDUCOMUNICAÇÃO ESTÃO ABERTAS

O SESC São Paulo realiza, de 28 a 30 de outubro de 2008, um simpósio especialmente dedicado ao debate da relação entre meio ambiente, jornalismo e educomunicação. Trata-se do VI Simpósio Brasileiro de Educomunicação, previsto para ocorrer no SESC Vila Mariana, em São Paulo, numa parceria com o NCE – Núcleo de Comunicação e Educação da Universidade de São Paulo, o Ministério do Meio Ambiente, o Canal Futura e o International Institute of Journalism and Communication, de Genebra, Suíça.



O debate entre comunicadores, educadores e especialistas na área do meio ambiente tem o propósito de socializar as reflexões e experiências no campo da educomunicação socioambiental e refletir sobre os desafios que o meio ambiente e sua preservação apresentam para a mídia, para o ensino e para as políticas das organizações sociais.






Entre os 45 conferencistas estão Débora Garcia, supervisora de conteúdo do Canal Futura; André Trigueiro, da Globo News; Marcelo Leite, da Folha de São Paulo; Mathew Shirts, da Revista National Geographic; Herton Escobar, do jornal O Estado de São Paulo; Filomena Salemme, da Rádio Eldorado, e Eugênio Bucci, ex-presidente da Radiobrás e professor da ECA-USP. O evento contará, ainda, com Ismar de Oliveira Soares, da ECA-USP, pesquisador do conceito da educomunicação; Daniel Raviolo, sociólogo argentino e fundador da ONG Comunicação e Cultura, de Fortaleza (CE) responsável por projeto de jornal em 1.200 escolas, possibilitando um mapeamento dos problemas ecológicos do Nordeste elaborado por crianças e adolescentes da região, assim com o Marcia Rolemberg, da Secretaria do Meio Ambiente do Estado do Rio de Janeiro, vinculada ao Projeto Nas Ondas do Ambiente, que o Ministro Carlos Minc pretende lançar para todo o país.





Mostras de documentários e atividades artísticas farão parte da programação, além uma série de workshops voltados à produção de documentários para TV e de programas de rádio em escolas voltados para a mobilização multimidiática em torno dos temas ambientais, com a presença de especialistas como Leonardo Menezes, do programa Globo Ecologia; Francisco Costa, do Ministério do Meio Ambiente e Carlos Lima, Presidente do Comitê Gestor da Lei Educom, em São Paulo.




Entre os temas abordados nas conferências e painéis estão: A Imprensa Brasileira e o Meio Ambiente; Educomunicação Socioambiental; Consumo Consciente para a Sustentabilidade e Meio Ambiente: Na Comunidade, na Mídia e na Educação Formal.






O simpósio contará com a cobertura jornalística de um grupo de 100 adolescentes de programas educomunicativos do NCE/USP e seus parceiros. As produções serão exibidas através da web-rádio e na programação do Canal Futura.






O evento tem o apoio da Rádio Eldorado, da Revista Viração, da Rede CEP – Comunicação Educação e Participação.





As inscrições para participar do simpósio e a programação completa das conferências, mesas-redondas, workshops, painéis e atividades paralelas estão no site: www.sescsp.org.br








VI SIMPÓSIO BRASILEIRO DE EDUCOMUNICAÇÃO
De 28 a 30 de outubro de 2008
Informações:

SESC Vila Mariana

Rua Pelotas, 141 – São Paulo

Terça a sexta, das 9h às 21h30

Sábado, domingo e feriado, das 10h às 18h30

Fone: (11) 5080-3142

www.sescsp.org.br

conferencias@vilamariana.sescsp.org.br


SESC Vila Mariana

João Carlos Martins e Orquestra Bachiana Filarmônica se apresentam na Sala São Paulo em defesa da Amazônia

Maestro traz para a cidade o concerto apresentado no Carnegie Hall, em maio, para promover o Programa de Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA). No repertório, a estréia nacional da Suíte Brasileira, do maestro Mateus Araújo, e a execução da Suíte Orquestral nº 3, de J.S. Bach. Martins ainda se apresenta como solista, interpretando peças de Mozart e Piazzola


“Apesar de muita adversidade, mantendo a música viva” – foi assim que o jornal The New York Times registrou em suas páginas o mais recente concerto do maestro João Carlos Martins e da Orquestra Bachiana Filarmônica no Carnegie Hall, em maio deste ano. Martins subiu ao palco do templo da música erudita para promover o Programa de Áreas Protegidas da Amazônia, o ARPA, o mais consistente projeto de proteção da Amazônia, liderado pelo Ministério do Meio Ambiente e por importantes Organizações do Terceiro Setor. Para continuar o trabalho de conscientização do público, o maestro traz o aclamado concerto para a Sala São Paulo, no dia 9 de outubro. No repertório, a estréia nacional da Suíte Brasileira, composta por Mateus A raújo especialmente para a apresentação do Carnegie Hall, além da execução da Suíte Orquestral nº3, de Johann Sebastian Bach.

Na segunda parte do concerto, Martins se apresenta ao piano – tradição que faz questão de perpetuar em seus concertos como regente, apesar de seus problemas físicos. Como solista ao lado de sua orquestra, Martins vai interpretar o 2º movimento dos Concertos nº 27 e 23 de Mozart e Adiós Nonino, de Astor Piazzolla.


Encontro entre passado e futuro

A escolha da Suíte Orquestral nº 3 (1720) para o repertório, um trabalho de Bach que sintetiza a história da música até aquele momento, contrasta com a obra de Mateus Araújo, maestro titular da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz, de Belém, que explorou na Suíte Brasileira técnicas de composição da música erudita contemporânea aliadas a ritmos brasileiros. “A Suíte é uma peça de quatro movimentos combinando técnicas orquestrais tradicionais com a riqueza da música popular brasileira e suas linhas melódicas”, explica o maestro Mateus Araújo.


Um concerto de celebração

A apresentação na Sala São Paulo no dia 9 de outubro também marca os dois anos de existência da Fundação Bachiana. Sonho de um grupo de músicos e empresários brasileiros, entre eles o próprio João Carlos Martins, a Fundação Bachiana se constitui hoje na única iniciativa de sucesso de uma orquestra privada no Brasil. Só em 2007, foram 110 apresentações para mais de 200 mil pessoas, entre turnês, temporadas e concertos ao ar livre. O trabalho é feito não só pela Bachiana Filarmônica, mas também pela Orquestra Bachiana Jovem, formada por 35 novos talentos da música erudita brasileira.

Também chamada de Bachianinha, a Orquestra Jovem desenvolve trabalhos de democratização da música erudita. Neste ano, a Orquestra desenvolveu o projeto Toca Atitude, uma parceria com o Instituto Votorantim para levar música erudita aos alunos dos CEUs (Centro de Educação Integrada) de São Paulo, viajou o interior do Brasil em concertos gratuitos para a população, além de ter realizado apresentações em instituições como a Fundação Casa, ex-Febem. “A orquestra tem de exercer um grande carisma perante o público. E as orquestras da Fundação Bachiana exercem este carisma”, diz o maestro João Carlos Martins. “Elas realmente conseguem demonstrar que fazem música, antes de tudo, com ideal e com amor, o que provoca nas pessoas, mesmo naquelas que não possuem erudição musical, a possibilidade de experimentar a transformação que a música pode proporcionar”.

Serviço:

Orquestra Bachiana Filarmônica em defesa da Amazônia

Regente e solista: João Carlos Martins

Sala São Paulo, 9 de outubro, quinta-feira, 21 horas

Praça Júlio Prestes, s/n

Programa:

Johann Sebastian Bach - Suíte Orquestral # 3

Mateus Araújo - Suíte Brasileira

Intervalo

Mozart – Segundo movimento dos Concertos # 23 K 488 e # 27, K 495

Astor Piazzola – Adiós Nonino

Ingressos:

De R$ 50 a 90 reais. Estudantes e idosos pagam meia. À venda na bilheteria da Sala São Paulo (3223-3966), ou pelo Ingresso Rápido (4003-1212/ www.ingressorapido.com.br)

Exposição sobre Machado de Assis

Museu da Língua Portuguesa anuncia prorrogação da exposição sobre Machado de Assis no dia em que se homenageia o centenário de morte do autor



Sucesso de público, com mais de 120 mil visitantes em apenas dois meses,

Machado de Assis: mas este capítulo não é sério fica em cartaz até março de 2009



O Museu da Língua Portuguesa decidiu prorrogar a permanência de Machado de Assis: mas este capítulo não é sério que está em cartaz no primeiro andar, espaço dedicado a mostras temporárias. Aberta ao público no dia 15/07, a exposição já registrou 120. 409 mil visitantes até o último domingo (28/090. Com a decisão, Machado de Assis fica no Museu até o dia 01º de março de 2009, com uma expectativa de receber cerca de 300 mil pessoas até lá – a previsão inicial era que a exposição fosse encerrada no próximo dia 26/10.



“Imaginávamos que faria sucesso, mas foi uma grata surpresa ver que a exposição é a mais visitada em São Paulo em uma época de tamanha efervescência cultural na cidade. Pela demanda que temos de visitas, inclusive com inúmeros pedidos de agendamento de escolas públicas, nada mais sensato do que prorrogar a exposição e a homenagem a Machado”, explica Antonio Carlos Sartini, superintendente do Museu. “E, como uma deferência ao autor, fazemos o anúncio justamente quando se completam 100 anos de sua morte”, acrescenta. A mostra é uma realização da Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo e do Museu da Língua Portuguesa, através da Poiesis – Organização Social de Cultura, responsável pela administração do museu.




Exposição MACHADO DE ASSIS: “MAS ESTE CAPÍTULO NÃO É SÉRIO” no Museu da Língua Portuguesa



Inaugurada em 15 de julho, a mostra ocupa o espaço para exposições temporárias no primeiro andar do Museu até 01/03/2008, relembra aquele que é considerado por muitos o maior escritor da literatura brasileira e uns dos maiores da literatura universal, Joaquim Maria Machado de Assis (1839-1908), no ano em que se completa o centenário de sua morte.



“Com essa exposição, queremos, além de homenagear Machado de Assis, dismitificá-lo sem tirar seu inegável mérito, aproximá-lo do leitor. Por isso, o título remete a um dos capítulos de Memórias Póstumas de Brás Cubas – o Capítulo CXXXII / Que não é sério –, e já mostra a visão crítica e por vezes irônica do autor para com tudo: a sociedade, suas personagens e sua própria obra. A exposição, como o autor e sua obra, não é sisuda, e mostra ao nosso grande público o prazer que causa ler qualquer um dos títulos do grande Machado de Assis”, explica Antonio Carlos Sartini, superintendente do Museu da Língua Portuguesa.



A exposição tem coordenação geral de Ana Helena Curti, arquitetura de Pedro Mendes da Rocha, curadoria de Cacá Machado e Vadim Nikitin e consultoria de José Miguel Wisnik. Machado de Assis: “mas este capítulo não é serio” conta com apoio da Academia Brasileira de Letras e da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, co-patrocinadora e responsável pela impressão de todas as peças gráficas da mostra, fundamentais para sua realização (mais informações abaixo).



A exposição

Machado de Assis: “mas este capítulo não é sério” é, em grande parte, baseada na obra ‘Memórias Póstumas de Brás Cubas’, publicada originalmente como folhetim, em 1880, e editada como livro no ano seguinte.



“A proposta dos curadores Cacá Machado e Vadim Nikitin e de José Miguel Wisnik, que atuou como consultor, é fazer com que o centenário aproxime os mais variados públicos desse autor, que tantas vezes levou a fama de clássico inalcançável ou de bibliografia escolar obrigatória”, conta Ana Helena Curti, coordenadora geral da mostra.



Logo na entrada, o visitante encontra o Capítulo C – Um homem célebre. Nesse espaço, ambientado como uma sala do século XIX, estão ícones do ambiente erudito em que Machado de Assis viveu e de suas paixões – caso da música clássica, representada por um piano e na sonorização do ambiente.



Ao passo que o visitante caminha, diferentes ambientes se sucedem, entre os quais Capítulo MDCCCLXXXIX – Medalhões, mostrando a dimensão que o nome do escritor tomou, inclusive com a nota de mil cruzados que trazia sua face; Capítulo I – O folhetinista, em que projeções multimídia remetem o Rio de Janeiro de Machado de Assis ao Rio de Janeiro atual; Capítulo XIV – Olhos de ressaca, onde imagens em uma penteadeira mostram olhos de mulheres do século XIX, em referência à personagem Capitu; e Capítulo XXX – Irreal Gabinete de Leitura, em que leitores famosos (como a atriz Malu Mader e o dramaturgo José Celso Martinez), e anônimos, como um policial militar e uma dona de casa, recitam obras distintas de Machado de Assis em cinco telas diferentes.



Por fim, no Capítulo MCMVIII – O delyrio, o espectador acompanha, por um corredor, a cronologia invertida do escritor, de sua morte ao nascimento, em montagem que relaciona os anos de vida Machado de Assis com a literatura e a história do Brasil à época.



Livreto do visitante

Cada pessoa que visitar Machado de Assis: “mas este capítulo não é sério” receberá um Livreto do Visitante, peça gráfica que faz parte da mostra. São 48 páginas que, a todo momento, interagem com a exposição e o visitante. “É uma nova forma expositiva que utilizamos; o espectador se surpreenderá com o conteúdo e o seu diálogo com o espaço dedicado a Machado de Assis”, revela Sartini. O Livreto foi viabilizado graças à parceria do Museu da Língua Portuguesa e do Instituto Brasil Leitor com a Imprensa Oficial do Estado, que co-patrocina a mostra e é responsável pela impressão de 250 mil exemplares do material e de todas outras peças gráficas.



“Para a Imprensa Oficial, é uma honra ajudar o Museu da Língua Portuguesa a contar a história de Machado de Assis, o maior gênio da nossa literatura. Essa exposição é um convite a voltar no tempo em que o escritor e seus célebres personagens viveram. É também um estímulo para que as novas gerações tenham contato com a obra do romancista", diz Hubert Alquéres, presidente da Imprensa Oficial do Estado de S. Paulo.



Ficha técnica



Machado de Assis: “Mas este capítulo não é serio”

Museu da Língua Portuguesa – de 15/07/2008 a 01/03/2009



Realização:

Secretaria de Estado da Cultura | Museu da Língua Portuguesa | Poiesis – Organização Social de Cultura

Co-patrocínio:

Imprensa Oficial do Estado de São Paulo
Apoio
Academia Brasileira de Letras

Concepção Geral - arte3
Coordenação Geral - Ana Helena Curti
Curadoria - Vadim Niktim e Cacá Machado
Consultoria - José Miguel Wisnik
Produção Executiva - Paula Daniela Silva
Projeto Museográfico - Pedro Mendes da Rocha e André Stolarski
Projeto Programação Visual – Tecnopop | André Stolarski
Projeto Multimídia - Duas Águas | Gustavo Moura
Trilha Sonora - Estúdio Zut! | Cacá Machado
Pesquisa Documental e Iconográfica - Silvana Jeha, Monique Goldfield e Sandro Meneses
Pesquisa de Objetos - Aby Cohen



Museu da Língua Portuguesa



Serviço:



Endereço:

Praça da Luz, s/nº, Centro

São Paulo – SP

CEP: 01120-010



Contatos:

Telefone: (11) 3326-0775 E-mail: museu@museudalinguaportuguesa.org.br

Site: www.museulinguaportuguesa.org.br

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

32ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo terá retrospectiva de Ingmar Bergman

A 32ª edição da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, que acontece entre 17 e 30 de outubro, exibirá retrospectiva de filmes do cineasta sueco Ingmar Bergman, com obras raras do início de sua carreira. O autor também será homenageado com exposição fotográfica e relançamento de sua autobiografia.



Outro homenageado da Mostra é o cineasta japonês Kihachi Okamoto (1924 – 2005), que também ganhará retrospectiva. A Mostra ainda trará a São Paulo importantes figuras do cinema mundial como o cineasta argentino Pablo Trapero e a atriz, cineasta e cantora portuguesa Maria de Medeiros, e fará exibição especial de “Berlin Alexanderplatz”, uma das grandes obras de Rainer Werner Fassbinder.



Homenagem a Ingmar Bergman



No ano em que Ingmar Bergman completaria 90 anos, a Mostra homenageia o cineasta com uma retrospectiva que privilegia filmes raros do início de sua carreira. Entre os filmes que farão parte da seleção estão “Crise” (1946), “Prisão” (1949), “Rumo à Alegria” (1950) e “A Hora do Lobo” (1968). Os filmes serão exibidos em cópias novas em 35 mm produzidas com supervisão do Instituto Sueco, órgão que difunde a cultura sueca no mundo.



A Mostra também apresentará a exposição “Meus Encontros com Bergman”, uma seleção de fotografias em que o cineasta aparece nos bastidores das filmagens. As fotos, tiradas entre as décadas de 50 e 80, são do sueco Ove Wallin. A exposição já passou por Estocolmo e Tóquio.



A Mostra ainda promoverá o relançamento de “Lanterna Mágica”, a autobiografia do cineasta, reeditada pela Cosac Naify e com tradução direta do original sueco. A obra foi publicada originalmente no Brasil pela editora Guanabara em 1988 e está esgotada.



Retrospectiva Kihachi Okamoto



Outro homenageado da Mostra é o cineasta japonês Kihachi Okamoto (1924 – 2005). O autor ganhará uma retrospectiva composta por 14 de seus 39 títulos. Kihachi Okamoto, um dos pioneiros do novo cinema japonês, já foi comparado a Samuel Fuller, mas permaneceu pouco conhecido fora do Japão. O diretor, no entanto, influenciou cineastas ocidentais contemporâneos como Quentin Tarantino (“Kill Bill Vol. 1 e 2”) e Jim Jarmusch (“Ghost Dog: Matador Implacável”). Além de seus notáveis filmes de samurai (chambara movies) e de gângster, Okamoto realizou importantes filmes de guerra.



Okamoto nasceu em 1924 em Tottori, no Japão. Em 1943, começou a trabalhar como assistente de direção nos estúdios Toho, mas logo depois foi recrutado pelo serviço militar. Aos 19 anos, foi enviado para a fronte do Pacífico da Segunda Guerra Mundial. Após a guerra, voltou aos estúdios e foi assistente de direção de Senkichi Taniguchi, Masachiro Makino e Mikio Naruse, entre outros. Esta geração de cineastas iria, na década de 1960, repensar e transformar o cinema de gênero japonês.



Como muitos cineastas de sua geração --Masaki Kobayashi (nascido em 1919), Kenji Misumi (nascido em 1921), Seijun Suzuki (nascido em 1923), Yasuzo Masumura (nascido em 1924)--, Okamoto foi influenciado pela Segunda Guerra Mundial, e sua obra é permeada pelos temas da violência e dos conflitos.



Sua cinematografia, no entanto, percorre diversos estilos. Okamoto realizou sérios dramas históricos, filmes de ação e até comédias com toques musicais. Grande fã de John Ford, Okamoto inseriu elementos do western na maioria dos seus filmes.



Suas histórias cômicas, seu trabalho de câmera de tirar o fôlego e sua montagem de ritmo rápido ficaram conhecidas como “toque Kihachi”. Entre os títulos confirmados na Mostra estão seu filme de estréia, “All About Marriage” (1958), e importantes filmes de sua carreira como “Desperado Outpost” (1959), “The Sword of Doom” (1966) , “Kill” (1968), “Oh, My Bomb!” (1964).





“Berlin Alexanderplatz”, de Rainer Werner Fassbinder



A Mostra fará exibição especial de “Berlin Alexanderplatz”, série de 1980 realizada para a TV pelo cineasta alemão Rainer Werner Fassbinder. É a primeira vez que a obra, com mais de 15 horas de duração, será exibida em 35 mm no Brasil –a série foi exibida em 16 mm na 9ª Mostra de Cinema, em 1985. A exibição, que tem apoio do Instituto Goethe, será dividida em blocos de três episódios por noite a partir de 25 de outubro.



Workshop com Pablo Trapero



Pablo Trapero, autor de “Família Rodante” e um dos mais importantes cineastas argentinos, é um dos convidados da 32ª Mostra de Cinema. O diretor ministrará um workshop de direção na FAAP, assim como já fizeram em edições anteriores os cineastas israelense Amos Gitai e o iraniano Abbas Kiarostami.



Seu mais recente filme, “Leonera”, que estreou no Festival de Cannes deste ano, será exibido pelo Festival. A atriz Martina Gusmán, mulher de Trapero e protagonista do filme, também vem a São Paulo para as exibições do longa.



Show de encerramento com Maria de Medeiros



A atriz, cineasta e cantora portuguesa Maria de Medeiros fará, em 30 de outubro, o show de encerramento da Mostra. Medeiros, que foi nomeada em 17 de março deste ano “Artista da UNESCO pela Paz”, apresentará no teatro do SESC Pinheiros canções de seu primeiro disco, “A Little More Blue”, em que interpreta composições de Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil. O disco é uma carinhosa homenagem à música popular brasileira e aos seus autores de resistência nos anos da ditadura militar.



Em sua adolescência, Maria de Medeiros aprendeu a decifrar nas entrelinhas das canções a resistência de compositores brasileiros. No álbum, Medeiros ordena de maneira inédita o sentido das canções interpretadas, nascidas em ambiente de repressão, frustrações políticas e desejos de transformação.

Maria de Medeiros nasceu em Lisboa, Portugal, em 1965. Reconhecida atriz internacional, já foi a frágil e insegura mulher de Bruce Willis em “Pulp Fiction” (1994), de Quentin Tarantino; a emotiva e transgressora escritora Anaïs Nin em “Henry & June” (1990), de Phillip Kaufman; a doida e alienada amante de um empresário da construção civil em “Ovos de Ouro” (1993), de Bigas Luna; entre outros inúmeros papéis.

Como diretora, seu primeiro longa-metragem foi o drama “Capitães de Abril”, que recebeu o Prêmio do Júri Internacional da 24ª Mostra de Cinema em 2000. Em 2004, a Mostra exibiu seu segundo longa, o documentário “Bem Me Quer...Mal Me Quer”, sobre a relação de amor e ódio entre artistas e críticos. Medeiros dirigiu um dos segmento de “Bem-Vindo a São Paulo”, longa-metragem coletivo realizado em São Paulo por vários cineastas internacionais consagrados a convite de Leon Cakoff, diretor da Mostra. O filme foi exibido na 28ª Mostra e lançado em circuito comercialmente em circuito nacional em 2007.







Os prêmios



Fiel à sua vocação de contemplar a diversidade cinematográfica e revelar novos talentos, a Mostra, além de proporcionar ao público uma seleção do melhor da produção cinematográfica mundial, também premia os melhores filmes.



O festival promove a Competição de Novos Diretores, da qual participam cineastas que tenham realizado no máximo seu segundo longa-metragem e cujo filme inscrito tenha sido concluído neste ano, sem exibição pública no Brasil. Os vencedores da Competição Novos Diretores recebem da Mostra o troféu Bandeira Paulista, uma criação da artista plástica Tomie Ohtake.



O Festival também traz ao público um panorama da mais importante e representativa produção do cinema mundial dos dois últimos anos, que são exibidos na seleção Perspectiva Internacional. Os filmes desta seleção concorrem ao prêmio do público nas categorias Melhor Longa Estrangeiro e Melhor Longa Brasileiro.



Em seção destinada a novas linguagens e a realizadores que produzem filmes para cinema, televisão e internet, a Mostra traz a seleção Mostra Médias e Curtas, com filmes de média e curta-metragem. Os filmes inscritos nesta seção serão avaliados por um júri específico e concorrerão nas categorias Melhor Média Estrangeiro, Melhor Média Brasileiro, Melhor Curta Estrangeiro e Melhor Curta Brasileiro.



História da Mostra



Dirigida por Renata de Almeida e Leon Cakoff, o evento orgulha-se de suas contribuições pela circulação de idéias e a promoção da diversidade cultural em São Paulo e no país.



O festival foi criado em 1977 pelo crítico de cinema Leon Cakoff para celebrar os 30 anos da fundação do Masp - Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand. Nos sete anos em que a Mostra foi realizada pelo Departamento de Cinema do Masp, dirigido por Cakoff, muitos desafios de censura tiveram que ser superados, pois o país vivia sob ditadura militar. Apenas em 1985, após batalha jurídica travada pela Mostra, o festival pôde exibir seus filmes sem que estes fossem submetidos à censura prévia. A medida que beneficiou a Mostra, instituída por portaria do Ministério da Justiça, estendeu-se a todo o território brasileiro e também beneficiou outros festivais de cinema que haviam passivamente incorporado a censura prévia a seus regulamentos



A primeira edição da Mostra Internacional de Cinema apresentou 16 longas-metragens e sete curtas (de 17 países), teve 40 sessões no Grande Auditório do Masp e inaugurou a modalidade do voto do público que nunca mais foi abandonada. Venceu então o Prêmio do Público “Lúcio Flávio, passageiro da Agonia”, de Hector Babenco.



Em sua 31ª edição, realizada entre 19 de outubro e 1º de novembro de 2007, a programação da Mostra Internacional de Cinema ofereceu uma seleção composta por 370 longas, 67 curtas e 24 médias, totalizando 461 filmes de 77 países e 1.181 sessões.



Patrocinadores



A 32a Mostra Internacional de Cinema em São Paulo é uma realização da ABMIC – Associação Brasileira Mostra Internacional de Cinema com patrocínio da Petrobras Distribuidora; apoio cultural do SESC São Paulo, Ministério da Cultura, Governo Federal, Secretaria de Estado da Cultura e Sabesp; apoio institucional da Imprensa Oficial, Memorial da América Latina, São Paulo Turismo e Secretaria da Cultura do Município de São Paulo; apoio da FAAP, Unibanco, Hotel Renaissance, Editora Cosac Naify e Conjunto Nacional; e promoção da Folha de S. Paulo.

2º Festival de curtas-metragens 'Entretodos' está com inscrições abertas

Promovendo a discussão de temas relacionados com os direitos humanos, a segunda edição do festival terá, entre os integrantes do seu júri de seleção, nomes como Fernando Meirelles, Cláudio Tozzi e André Goldman.


Estão abertas até 17 de outubro as inscrições para participação no 2º Festival de Curtas Metragens 'Entretodos', promovido pela Comissão Municipal de Direitos Humanos de São Paulo, com organização da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP, uma escola criada em 27 de abril de 1933, por iniciativa de pouco mais de uma centena de figuras eminentes da sociedade paulistana, dentre as quais se destacam os dirigentes das principais entidades de ensino de São Paulo.



O festival é aberto à participação de pessoas de todo o país, sem limite de idade, e também a produções de língua estrangeira (desde que legendadas). Nesta segunda edição, o júri de seleção do festival contará com nomes como o do cineasta Fernando Meirelles, além de Cláudio Tozzi e André Goldman.



O 'Entretodos' premiará em dinheiro categorias como: melhor filme, melhor roteiro, jovem diretor e prêmio de bolso. Há ainda uma categoria especial: Mochileiro, cujo vencedor do prêmio viajará pelo país para promover os curtas-metragens.



Criado em 2007, o Festival 'Entretodos' procura abrigar, em seis eixos temáticos, todos os princípios da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Os temas em questão são:



- 'Origem e Deslocamento - filmes com temas relacionados às correntes migratórias, fronteiras geográficas, étnicas, sociais, econômicas e de identidade;



- Mundo interior - relação com a espiritualidade, o pensamento metafísico, questões da paz e da religião;



- TecnoCultura - tema ligado à liberdade de pensamento e expressão, mídia e o direito à informação, ao uso e ao acesso à tecnologia;



- Núcleos e nichos - universo em torno do indivíduo, da família, da comunidade, solidariedade e meio ambiente;



- Cotidiano - questões ligadas ao exercício da cidadania e ao pleno direito ao trabalho, à educação e à igualdade;



- O lugar do corpo - englobando temas como bem estar, saúde física e mental e diversidade sexual.



Mais informações sobre o festival podem ser obtidas no site www.entretodos.com.br.



FESPSP: 75 anos de tradição, pioneirismo e inovação

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Butantan incentiva atividade de leitura

Espaço ao ar livre pretende estimular público em hábito de leitura; no local haverá contador de histórias



O Instituto Butantan, órgão da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, realizará no domingo, dia 21 de setembro, a atividade "Espaço de Leitura, Butantan-Biblioteca Camilla Cerqueira César", em parceria com a Biblioteca Camilla Cerqueira César, integrante do Sistema Municipal de Bibliotecas.

O objetivo da atividade é oferecer a oportunidade de exercitar a leitura e conhecer autores e obras, como uma contribuição efetiva de acesso à cultura. Livros infanto-juvenis e para adultos, jornais, revistas, histórias em quadrinhos, gibis e folhetos estarão à disposição dos visitantes.

A atividade gratuita será ao ar livre, na Alameda, junto ao Museu de Rua. Haverá tenda para a escolha de títulos e um contador de histórias que garantirá a diversão das crianças.

O "Espaço de Leitura" será realizado no domingo, dia 21, das 10h00 às 16h00. O Instituto Butantan fica na avenida Vital Brasil, 1500, Butantã, Zona Oeste da capital.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Especialistas reúnem-se em SP para discutir os avanços mais recentes no ensino de música




Encontro acontece nos dias 8 a 11 de outubro, no Instituto de Artes da Unesp, em São Paulo, e discutirá a volta do ensino de música à escola pública brasileira

Especialistas em educação musical de várias partes do Brasil e de outros países do mundo reúnem-se no início de outubro em São Paulo para discutir e experimentar novas práticas no ensino de música durante o XVII Encontro Nacional da ABEM - Associação Brasileira de Educação Musical.

O evento será realizado no Instituto de Artes da Unesp, na capital paulista, e discutirá temas como o ensino à distãncia, as novas ferramentas de ensino em sala de aula e, especialmente, os desafios colocados para a reinclusão do ensino de música nas escolas públicas brasileiras.

Informações no site www.17encontroabem.com.br

16ª Expo São Roque acontece em outubro

Festa que movimenta a cidade e atrai visitantes de todo o país apresenta atrações para todos os gostos e idades
Apreciadores de alcachofra e vinhos não podem perder a maior festa do gênero do Estado de São Paulo, a Expo São Roque. Em sua 16ª edição, a festa acontece entre os dias 03 e 26 de outubro, sempre às sextas, sábados e domingos, das 10h às 22h, na Estância Turística de São Roque, a apenas 60 km da Capital. Promovida pelo Sindusvinho – Sindicato da Indústria do Vinho de São Roque, o evento deve reunir mais de 70 mil pessoas que buscam lazer, diversão e ainda degustação dos vinhos e apreciação dos mais variados pratos preparados com alcachofra. O recinto possui 50 mil m² cercado pela Mata Atlântica que além da beleza, promove um clima de montanha.



Serviço:

16ª. Expo São Roque

Local: Recanto da Cascata – São Roque

(Rodovia Raposo Tavares, km 60, com acesso também pela Rodovia Castelo Branco, saída 54)

Data: 3 a 26 de outubro, sempre de sexta a domingo

Horário: das 10h às 22h

Preços: R$ 3,00 (sexta-feira, promocional); R$ 10,00 (sábados, domingos e feriados). Estudantes e pessoas acima de 60 anos pagam meia-entrada. Crianças até 08 anos acompanhadas não pagam

Estacionamento: R$ 10,00

Informações: (11) 4712.3231

www.exposaoroque.com.br

Olimpíada de Algoritmo reúne palestrantes de peso

Com programação agendada entre 10 de outubro e 1º de novembro, a II Olimpíada de Algoritmo Hostnet ganha força em sua primeira edição nacional. Desde o seu lançamento, já são mais de 50 escolas confirmadas, entre elas, 16 Cefets.


Os estudantes que competirem na fase final da II OAH terão a oportunidade de participar da Latinoware, maior conferência de Software Livre da América Latina, em Foz do Iguaçu-PR. O evento será uma oportunidade de troca de experiências e contato com profissionais da área, além de assistirem a palestras dos maiores especialistas no assunto.


Dentre a lista de convidados para participar da premiação no dia 1º de novembro estão Jon "Maddog" Hall, Luli Radfahrer e Gustavo Guanabara, que também formam o time de palestrantes do Latinoware.


Guru do software livre e presidente da Linux Internacional Maddog apresentará o tópico Computação Sustentável - Computação para o Século XXI, que aborda a sustentabilidade na computação. Luli é PhD em Comunicação Digital e será responsável por falar sobre o mercado mundial de tecnologia com a palestra Nós Somos os Gringos Deles - O Mundo é Pequeno para os Profissionais de Talento. Por fim, o blogeiro e professor de informática Guanabara comenta o tema Comunicação em Rede Sociais. Novas Mídias, Nova Gera&cc edil;ão e sobre sua experiência com redes sociais e como ela passa a fazer parte do cotidiano de toda uma geração.


A programação da Latinoware conta com outras atrações, além da Final da II Olimpíada de Algoritmo Hostnet, como palestras, mini-cursos, Prêmio Latinoware de Software Livre 2008, III Olimpíada de Robótica, entre outras. Acompanhe o site para mais informações: http://2008.latinoware.org.

Mestardo em Sanidade e Segurança Alimentar

O Instituto Biológico da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, oferece curso de pós-graduação "strictu sensu", nível Mestrado na área Multidisciplinar em "Sanidade, Segurança Alimentar e Ambiental no Agronegócio". O programa credenciado pela CAPES está com processo seletivo aberto para o biênio 2009-2010.

As inscrições deverão ser feitas pessoalmente, no período de 06 a 31 de outubro de 2008, na Secretaria de Pós-Graduação do Instituto Biológico, situado à Avenida Conselheiro Rodrigues Alves 1252, Vila Mariana, São Paulo (SP), das 9 horas às 12 horas e das 14 horas às 16 horas.

www.biologico.sp.gov.br/posgraduacao

sábado, 30 de agosto de 2008

“A RESERVA”, COM IRENE RAVACHE, FAZ NOVA TEMPORADA NO

Devido ao sucesso de público, o espetáculo “A Reserva”, da dramaturga e escritora Marta Góes, que marca a volta da atriz Irene Ravache aos palcos, faz nova temporada no Teatro Cosipa Cultura – Centro Empresarial do Aço. As apresentações acontecem de 19 de setembro a 12 de outubro. As sessões serão às sextas-feiras, às 21h30, sábados, às 21h, e aos domingos, às 18h, com ingressos a R$ 40 (sextas) e R$ 60 (sábados e domingos).


“A Reserva”, com direção de Regina Galdino e que traz ainda Patrícia Gasppar e Evandro Soldatelli no elenco, é texto da dramaturga Marta Góes. A autora inspirou-se nas mulheres de sua família, mas, sobretudo, em sua mãe, Laura Góes, dona de um restaurante em Petrópolis, para escrever a peça. Sua intenção é homenagear àquelas que fazem do ato de cozinhar a sua linguagem para se relacionar com o mundo. “Para elas, a comida é uma forma de se expressar. Muitos valores passam por isto. O afeto, por exemplo, está no ato de oferecer sua melhor receita. O rigor está no melhor preparo. A alegria, no prazer de servir bem a quem realmente valoriza esse ato. A protagonista é exatamente aquela que faz da comida seu grande canal de comunicação”, comenta.


A partir da culinária como pretexto, o texto faz reflexões sobre a fidelidade às escolhas pessoais e à coragem de bancar uma opinião. O rigor da personagem em relação à gastronomia vai de encontro ao pensamento de Irene Ravache em relação a seu processo profissional e pessoal. “Na minha vida, tive que fazer escolhas. Mais do que isso, tive que bancá-las. É isso que a Vera faz: opta pelo que acredita ser qualidade, pelo que crê ser a boa gastronomia. É justamente isso, para mim, que formatou minha personalidade, essa eterna renovação dos votos em que acredito. Penso que quem não faz essa reflexão, cedo ou tarde o fará. É universal”, comenta.



Sinopse – Vera, uma chef exigente e cheia de manias, condena filé bem passado como se fosse desvio de comportamento. Evandro Soldatelli interpreta Zeca, o filho formado em cinema; e Patrícia Gasppar, a pragmática funcionária Madalena.

Em dificuldade financeira, Vera recorre aos seus conhecimentos na cozinha para sobreviver. Primeiro faz congelados, depois cria uma pequena empresa, até que toma coragem para abrir um restaurante, ajudada pelo filho Zeca e a empregada de toda a vida, Madalena. Talentosa chef, Vera faz do local um sucesso. Logo na noite de abertura, entretanto, Zeca comunica à mãe que tem outros planos para sua carreira. Com o passar dos anos, Vera continua a por seus princípios culinários à frente da rentabilidade e valoriza a alegria de cozinhar para pessoas que apreciam o sabor da comida, mais do que a grife dos lugares da moda.



Em meio às críticas do filho, formado em cinema e agora trabalhando com publicidade, e contrariando o exemplo de sua nora Juliana – uma jovem chef que comanda um restaurante em outra cidade –, Vera não se submete à tirania das tendências, nem faz questão de ter o espaço freqüentado por celebridades. E paga pelo preço de suas escolhas.



"A RESERVA”, de Marta Góes

Com: Irene Ravache, Patricia Gasppar e Evandro Soldatelli
Direção: Regina Galdino

Cenografia e figurinos: Fábio Namatame

Iluminação: Ney Bonfante/ Fotos: João Caldas

Trilha sonora: George Freire/ Preparação Vocal: Maria Sílvia Campos

Preparação Corporal: Vivien Buckup/ Assistente de Direção: Paulo Rogério Lopes

Diretor de Produção: Edison Paes de Melo

Produtora Executiva: Ângela Dória/ Produtora Assistente: Rosy Farias

COSIPA apresenta/ Co-patrocínio: HSBC/ Apoio Cultural: USIMINAS e USICULTURA

Realização: Irene Ravache Produções Artísticas Ltda

Nova Temporada: de 19 de setembro a 12 de outubro

Teatro Cosipa Cultura – Centro Empresarial do Aço

Av. do Café, 277 - Jabaquara – Metrô Conceição

Horário: Sextas, às 21h30; Sábados, às 21h, e Domingos, 18h.

Telefone para informações: (11) 5070-7018

Horário da bilheteria: terça a quinta, das 12h às 18h; de sexta, das 12h às 21h30; sábado e domingo, das 14h até horário do espetáculo.

Preços: R$ 40 (sextas) e R$ 60 (sábados e domingos)

Venda de ingressos: (11) 3709-4383 ou www.teatrocosipacultura.com.br

Formas de pagamento por telefone e Internet: cartões de crédito Diners, Mastercard e Visa

Formas de pagamento na bilheteria: dinheiro, cheque e cartão de débito Visa

Sessões fechadas ou grupos: (11) 3662-1660

Capacidade: 288 lugares/ Gênero: Comédia Dramática

Classificação Etária: 12 anos/ Duração: 80min

Estacionamento: Rua Guatapará, 170 (R$ 8,00)

Infra-estrutura: Acesso para deficientes físicos e Ar-condicionado